contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Themístocles confirma filiação de Antônio Félix ao MDB

Além disso, outro parlamentar já cotado é Jeová Alencar (PSDB). O advogado Chico Lucas também é um forte nome assediado

| sexta-feira, 26 abril , 2019

A corrida eleitoral para 2020 já começou e os partidos correm contra o tempo em busca de nomes viáveis para possíveis candidaturas. Com o MDB não é diferente. O partido do presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Themístocles Filho, movimenta-se em busca de eleger cinco vereadores em Teresina nas próximas eleições e conseguir a filiação de Antônio Félix.

Themístocles demonstrou receio em falar sobre a meta da sigla partidária para o próximo pleito e ressaltou que ainda há bastante tempo para se formar uma chapa competitiva para 2020.

“Nós temos ainda muito tempo para trabalhar e ainda estamos formatando a nossa chapa de vereadores. É um desejo nosso eleger de quatro a cinco vereadores na capital. Então, nós temos tempo e eu prefiro nem falar isso em televisão para não espantar, mas nós estamos trabalhando”, disse.

O parlamentar também falou sobre os nomes especulados dentro do partido e bateu o martelo sobre a chegada de Antônio Félix, ex-deputado estadual. Para o parlamentar, o desembarque de Antônio na sigla não implica dizer que o mesmo será candidato.

“Ele vai se filiar ao MDB. Se vai ser candidato a vereador, ele é quem sabe”, desconversou.

Além disso, outro parlamentar já cotado nos bastidores do MDB é Jeová Alencar (PSDB). Presidente da Câmara dos Vereadores de Teresina e de saída do ninho tucano, Jeová aceitou o convite para se filiar ao partido emedebista e Themístocles confirmou que ele “também vai entrar.”

O advogado Chico Lucas também é um forte nome assediado pela legenda. Na última quarta-feira (24), o ex-presidente da OAB do Piauí, sinalizou estar conversando com o MDB e deve embarcar junto com Jeová rumo a sigla. Caso chegue ao partido, o advogado poderá representar a legenda na corrida eleitoral pelo Palácio da Cidade. Sobre o assunto, Themístocles foi cauteloso e tirou de si a responsabilidade pela fala do possível pré-candidato.

“Olha, é bom a gente não falar porque é o cidadão quem fala. Já estive conversando com ele, mas eu prefiro não falar, como outras pessoas que eu já conversei e no momento certo prefiro que eles falem”, completou.

Fonte: GP1