contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner mamba

Publicidade

143 municípios aderem à busca ativa de cobertura vacinal

A adesão aconteceu nesta quarta-feira (20) com a assinatura de um termo na Associação Piauiense de Municípios (APPM) pelo secretário de Saúde, Antônio Luiz

Redação | quarta-feira, 20 setembro , 2023

O Piauí aderiu à Estratégia do Unicef para Cobertura e Busca Ativa Vacinal (BAV). A adesão aconteceu nesta quarta-feira (20) com a assinatura de um termo na Associação Piauiense de Municípios (APPM) pelo secretário de Saúde, Antônio Luiz. A medida visa aumentar a cobertura vacinal no estado e combater as Fake News que reduziu esta cobertura.

Segundo o secretário, pelo menos 143 municípios estão trabalhando ativamente para conseguir o Selo Unicef, que tem como meta mais de 90% de cobertura em 20 vacinas disponíveis na tabela do SUS.

“Em 20 vacinas que fazem parte do programa, duas delas têm que ter cobertura maior ou igual a 90% e 18, maior do que 95%, uma cobertura muito grande e nós estamos com o problema de cumprir se os municípios não aderirem a esse trabalho de busca ativa, de realmente medir esses indicadores para que as pessoas, as crianças principalmente, consigam ter suas vacinações e não tenham retorno daquelas doenças que foram no Brasil erradicadas”, explicou o secretário.

Ele informou que o UNICEF entra com apoio a essa busca ativa e também na parte da educação.

“Os municípios que atingirem essas metas receberão o selo de Unicef e ao mesmo tempo terão apoio para que façam isso, com campanhas de vacinação, medindo esses números usando o vacinômetro do Estado e melhorando a educação das pessoas para que tirem esse negacionismo que foi criado na pandemia com governos negacionistas, com muitas Fake News, que achavam que vacinas não eram importantes”, ressaltou o secretário.

A partir da adesão, estado se compromete a apoiar as redes municipais para ampliar a imunização infantil. O secretário de Saúde destacou a quantidade de gestores municipais que marcaram presença no ato. O auditório da APPM, que tem capacidade para mais de 200 pessoas, estava totalmente ocupado.

Queda da BCG

Segundo o secretário, a Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi) monitora os índices de vacinação, principalmente aqueles relacionados as crianças. A taxa de vacinação da BCG, que protege contra a tuberculose – doença contagiosa, provocada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis – em queda tem sido observada com preocupação pela pasta, por exemplo.

“Isso é muito importante porque os municípios, aderindo a esse programa da campanha de vacinação e da busca ativa pela Unicef, vão poder descobrir quais são as crianças no seu município que não têm a cobertura vacinal completa e poderão, na busca ativa, buscar as crianças e aplicar a vacinação no tempo correto. Então, isso é importante para que a gente radique as doenças que estão correndo o risco de voltar, que no passado já foram radicadas no Brasil”, disse.

O ato também contou com a presença da primeira-dama Isabel Fonteles e do presidente da APPM, prefeito Toninho da Caridade (PSD).

A primeira-dama Isabel Fonteles, coordenadora do Pacto pelas crianças do Piauí, também compareceu na solenidade representando o governador Rafael Fonteles (PT). Segundo ela, o objetivo é elevar a cobertura do estado para mais de 99%. Para isso, a carteira de vacinação atualizada tem sido posta como critério para o acesso a diversos serviços públicos.

“Na saúde, uma das nossas ações prioritárias é aumentar a cobertura vacinal no nosso estado para mais de 90%. A gente quer contribuir para aumentar essa cobertura vacinal. E através da nossa carretinha saúde, que a gente leva os serviços, uma das condicionantes para o atendimento é o cartão vacinal da criança atualizado. Então, nós estamos lá com um postinho de vacinação junto com a nossa carretinha da saúde para aumentar a cobertura vacinal”, destacou.

Toninho da Caridade reforçou que ações como essa são estratégicas para reforçar a importância da vacinação, após o período da pandemia, onde o movimento que questiona a eficácia e a segurança de diversas vacinas ganhou força.

“São de ações que o município tem, tanto na área da saúde, na área do social, na área da educação, para que os municípios possam fazer essa integração das ações, e tem também o reconhecimento do trabalho que cada gestor fez em sua parte e também em cada as ações municipais. Então, é de grande importância, a vacinação é algo que foi muito questionado em relação à pandemia, na época foi muito bombardeado e a gente precisa, sim, vacinar as nossas crianças, também foram criados critérios para que a. vacinação seja obrigatória, então, isso é muito importante, essas ações e essa conscientização à população e também aos gestores”, pontuou o presidente da APPM.

Como funciona a estratégia

A Busca Ativa Vacinal (BAV) é uma iniciativa do Unicef para apoiar os municípios na garantia da imunização infantil. Usa uma metodologia social e uma ferramenta tecnológica gratuita e contribui para identificar crianças menores de 5 anos com atraso vacinal ou não vacinadas; estabelecer estratégias para encaminhamento delas aos serviços de saúde e atualizações de vacinação; monitorar as coberturas vacinais; acompanhar a situação vacinal da população-alvo; e identificar e responder a vulnerabilidades que levam a não vacinação.

Fonte: Cidade Verde