contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

MDB costura apoio a tese do “chapão” proporcional

Em busca de viabilizar sua estratégia para a disputa eleitoral, o MDB se reuniu com outros partidos da base governista

| terça-feira, 5 junho , 2018

Resultado de imagem para marcelo castroEm busca de viabilizar sua estratégia para a disputa eleitoral deste ano, o MDB se re­uniu com outros partidos da base governista e reforçou a proposta de chapa única entre as siglas aliadas ao governa­dor Wellington Dias (PT). O encontro aconteceu no apartamento do deputado federal Marcelo Castro, presidente estadual do MDB, e contou com a presença de Janaína Marques (PTB), Júlio César (PSD), Júlio Arcoverde (PP), Fábio Xavier (PR) e Flávio Nogueira (PDT).

“Não houve deliberação. Fui consultar os outros companheiros dos diversos partidos que compõem a base do governo qual era a posição deles e o que eles pensavam sobre isso, e para minha felicidade, todos pensam igualmente ao MDB, todos querem uma cha­pa única proporcional para a eleição tanto de deputado fe­deral quanto estadual”, infor­mou Marcelo Castro.

Para o parlamentar, essa é a melhor estratégia para o gru­po de partidos que apoiam o governador Wellington Dias, que aumentaria sua banca­da na Assembleia Legislativa (ALEPI) e na Câmara Fede­ral. Outra ponto reivindicado pelo MDB é a vaga de vice na chapa majoritária, mas Marce­lo Castro que a prioridade no momento é outra. “Queremos primeiro resolver a questão da proporcional”, enfatizou.

O parlamentar acredita que quanto mais cedo a questão sobre formação da coligação proporcional for resolvida melhor para os partidos. O problema é que o PT, partido de Wellington Dias, já afirmou várias vezes que não tem a in­tenção de ingressar em uma coligação proporcional para a disputa ao legislativo estadual. Apesar de respeitar, Marcelo Castro questiona a estratégia petista.

“O PT tem o argumento de que indo sozinho faria mais deputado, isso é uma coisa questionável, ninguém sabe como as pessoas vão votar. Nós respeitamos a posição de cada partido. O MDB acha que chapa única é melhor para todos, mas os partidos que pensam diferente, é um direito de cada um. Cada um usa seus argumentos, nós usamos o da eficiência eleitoral”, concluiu o deputado.

Por: Breno Cavalcante – Jornal O Dia