contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Governador reúne secretários e diz que Piauí não vai parar

Wellington Dias reuniu gestores para garantir a continuidade dos serviços durante a paralisação dos caminhoneiros

| domingo, 27 maio , 2018

O Governo do Estado está monitorando a execução dos serviços de saúde, segurança e educação e na manhã deste domingo (27), Wellington Dias reuniu secretários e gestores para garantir a continuidade dos serviços durante a paralisação dos caminhoneiros, que já dura uma semana e está acarretando o desabastecimento.

O governador afirma que toda equipe do Governo está conectada, trabalhando de forma conjunta para que os serviços essenciais não sejam paralisados em Teresina e no interior.

O secretário de Saúde, Florentino Neto, visitou hospitais no sábado e continua fazendo contato com todos os hospitais regionais para verificar como estão o estoque de medicamentos e o combustível para ambulâncias.

Segundo o governador, tudo está sendo planejado para que nenhuma ambulância fique impedida de fazer transporte de pacientes por falta de combustível e nenhum hospital vai parar por falta de medicamentos. A orientação aos hospitais e coordenações regionais é priorizar o uso de combustível para ambulâncias. A grande atenção é para com os medicamentos e oxigênio que estão em trânsito.

“Estamos juntos trabalhando para continuidade dos serviços essenciais”, disse o governador, declarando que a educação também está no centro do foco. “O calendário escolar não será prejudicado, pois serão mantidos os serviços de transporte escolar dos alunos e a merenda escolar”, explica o governador.

Nesta segunda, o diretor da Unidade Administrativa da Seduc, Arinê Cunha Bastos, diz que já foram feitas reuniões com o setor empresarial responsável pela locomoção dos alunos a fim de garantir o transporte escolar.

A merenda escolar também será mantida, uma vez que a aquisição de alimentos é feita quizenalmente pelo Conselho Escolar. Mesmo assim, será realizado também o monitoramento em toda a rede para acompanhar o estoque de alimentos das escolas. A orientação aos profissionais de nutrição da SEDUC é que, ao identificar unidades com problemas com relação ao abastecimento, deve ser refeito o cardápio.

O secretário de Segurança, coronel Rubens Pereira, garantiu que o foco será manter os serviços essenciais. “Estamos aqui querendo fazer com que se abasteça pelo menos os serviços essenciais, como a saúde, segurança, Corpo de Bombeiros, Samu. Nós estamos determinando aqui, através de escolta, inclusive com apoio da PRF, que faça o que foi feito ontem no aeroporto”, disse o secretário Rubens Pereira.

Wellington diz que o Governo está empenhado no monitoramente e execução de serviços essencias, de forma que a sociedade pode ficar tranquila que a segurança, saúde, educação e demais serviços não serão paralisados.

Autoria: Isabel Cardoso