contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

TJ nega alvará de soltura a Correia Lima

A defesa queria a liberdade do réu, condenado pela morte do policial Leandro Safanelli, ocorrida nos anos 1980

| quinta-feira, 24 outubro , 2013

O ex-coronel continua preso- Fotos: Tiago Mendes

O ex-coronel continua preso- Fotos: Tiago Mendes

A Justiça negou o pedido de alvará de soltura em favor do ex-coronel José Viriato Correia Lima, acusado de comandar o crime organizado no Piauí. A defesa queria a liberdade do réu, condenado no dia 30 de setembro pela morte do policial Leandro Safanelli, ocorrida no final dos anos 1980.

Correia Lima foi condenado na 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Parnaíba a 23 anos e sete meses de prisão em regime fechado. Ele é acusado de mandar matar o policial, que teria relacionamento com uma filha sua, ao qual o ex-coronel se opunha. Safanelli foi assassinado a tiros em uma avenida de Parnaíba.

A defesa aponta que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) já havia concedido habeas corpus para que Correia Lima aguardasse o julgamento em liberdade. Apesar da medida ter sido tomada em outubro de 2008, só foi cumprida em dezembro do mesmo ano. Além disso, o advogado Wendel Oliveira alega que o decreto de prisão carece de fundamentação.

Na última quarta-feira (23), o desembargador Erivan Lopes indeferiu a liminar, concordando com a decretação da prisão do ex-coronel.

O magistrado assinala argumentos da juíza Maria Evani Vasconcelos, que alegou que a prisão “faz-se necessária, no caso concreto, como garantia da ordem pública, visto que, em liberdade, o réu poderá vir a vitimar outras pessoas. Portanto, conceder a ele, já condenado, o direito de recorrer desta condenação em liberdade, é razão suficiente para abalar a garantia da ordem pública”.

Com informações do cidadeverde.com