contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner mamba

Publicidade

WhatsApp “Ei, Mermã” recebe 11 mil pedidos de socorro

A secretária das Mulheres, Zenaide Lustosa, informou que o evento quer sensibilizar 50 instituições para aderir ao #PiauíSemMisoginia, uma campanha nacional

| sexta-feira, 24 novembro , 2023

A Secretaria Estadual das Mulheres informou nesta quinta-feira (23) que o WhatsApp Ei, Mermã! Não se Cale já recebeu mais de 11,3 mil mensagens denunciando crime de violência contra o sexo feminino no estado. A secretaria prepara um plano contra a misoginia (crime de ódio ou aversão às mulheres) que será lançado dia 6 de dezembro. Nesta sexta-feira (24), equipes do órgão farão uma blitz, às 7h, na avenida Frei Serafim para sensibilizar à população.

A secretária das Mulheres, Zenaide Lustosa, informou que o evento quer sensibilizar 50 instituições para aderir ao #PiauíSemMisoginia, uma campanha nacional. “Se a instituição adere ela tem que adotar boas práticas de gêneros que ajudarão a combater a violência e ter estrutura de acolhimento nas empresas”, disse.

Ações que podem ser implementadas nas empresas:

1) Implantar palestras educativas;
2) Ter mais mulheres nos espaços de poder;
3) Acolher mulheres que sofrem violência;
4) Campanha de assédio moral e sexual;
5) Ações que respeitam as mulheres;
6) Espaços que ajudam como áreas para o aleitamento materno e outras necessidades.

A Secretaria quer sensibilizar torcidas de futebol, associações de moradores, federação de futebol, empresas públicas e privadas.

Zenaide ressaltou que as mulheres ainda têm medo de denunciar a violência e que os serviços e campanhas estão surtindo efeito. Em novembro e dezembro as atividades vão acontecer em Teresina.

No sábado (25) – Dia Internacional para a Eliminação à Violência as Mulheres – o ônibus Lilás estará no bairro da Vila Operária, zona Norte.

21 dias de ativismo

A diretora do Enfrentamento a Violência da Secretaria das Mulheres, Ana Cleide Nascimento, disse que na campanha ’21 dias de ativismo contra a misoginia’ vai mobilizar também as secretarias municipais de todo o estado.
“Estamos envolvendo outros órgãos como a Federação de Esportes com o Campeonato Feminino e convocando os grandes empresários a aderirem à campanha para que criem em seus espaços de trabalho acolhimento para as mulheres que sofrem violência e adotem práticas contra esses crimes”.

Veja dados:

Feminicídios

Até o mês de outubro foram registrados 24 casos de Feminicídios no Piauí. Comparados ao ano de 2022, houve um aumento de 51% casos.

Mulheres de cor preta correspondem 85,8% das vítimas.

38,1% dos agressores são maridos ou namorados e 9,6% são ex-cônjuges das vítimas.

Capital de Teresina corresponde há 4,8% dos casos, onde nos municípios correspondem 95,2% dos casos, Parnaíba com maior índice 9,5% dos casos.

Números de denúncias registradas pelas Deams

Foram registrados 11.836 boletins de ocorrência (BO) nas DEAMs do Piauí, representando um aumento de 17,84% em relação ao mesmo período do ano passado.

WhatApp Ei Mermã (0800 0001673)

Foram registrados de abril a primeira semana de novembro 11.315 mensagens recebidas;

1.174 atendimentos pelo aplicativo que mostra um aumento de 19,79% em relação ao mês passado. Esses atendimentos geraram 17.965 interações entre usuário e a equipe psicossocial. Essas interações são encaminhamentos, informações dos canais de atendimento à mulher vítima de violência, endereços da rede de atendimento e delegacias.

Interações entre os operadores e o canal 190 somam-se 4.406 mensagens.

O aplicativo vem mostrando um crescimento significativo em relação à procura de atendimentos, orientações e acolhimentos feitos pela equipe psicossocial.

Fonte: Cidade Verde