contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Wellington debate com bancada obras prioritárias

Em reunião com a bancada federal, o governador Wellington Dias fez apresentação das propostas defendidas no Fórum de Governadores.

| quarta-feira, 16 março , 2016

O governador Wellington Dias apresentou à bancada federal, nesta quarta (16), em Brasília, as propostas defendidas no Fórum de Governadores. “Estamos trabalhando e pedindo o apoio para projetos importantes que tramitam na Câmara”, disse Wellington, citando o entendimento sobre o ICMS com a criação do fundo e desenvolvimento regional, o fundo de compensação para quem tiver perda com o ICMS.

Reunião com a bancada federal(Foto:Ascom Surpi)

Reunião com a bancada federal (Foto:Ascom Surpi)

“Tratamos sobre algumas situações de emergência que podemos trabalhar junto com o executivo estadual e a bancada piauiense. Na pauta, discutimos assuntos relacionados à área de transporte e priorizamos a necessidade de um cronograma para liberação de recursos para obras da BR 135, interligando Caracol-Guaribas e Bom Jesus e também as cidades de Monte Alegre-Gilbués em direção à Santa Filomena, incluindo a ponte sobre o rio Parnaíba com direção a Alto Parnaíba, no Maranhão”, explica.

Wellington também cita a obra da BR 222, o alargamento das BRs 316 e 343. “Estamos trabalhando para que, em abril, as obras sejam retomadas. Para isso, precisamos da participação do Governo Federal também nas obras do contorno rodoviário, em que o estado faz uma parte e o Ministério do Transporte executa outra parte”, exemplifica.

Durante e a reunião com a bancada, o governador destacou pontos imprescindíveis na área de energia. “Queremos priorizar e viabilizar a renovação ágil da concessão da Eletrobras Piauí para retomar, de forma acelerada, as obras do Programa Luz para Todos, da regularização de gambiarras, do investimento que moderniza e garante qualidade de energia”, explica, citando ainda a saúde como prioridade.

No encontro, ficou acertado que a bancada ficou de acompanhar o projeto do Banco Mundial que começa a tramitar na comissão de assuntos econômicos no Senado e plenário. “Esperamos a aprovação ainda neste mês de março”, diz.