contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Vereador nega que tenha faltado espaço para Manoel Vieira

Menos de 48 horas após deixar a administração do prefeito Padre Walmir, Manoel Vieira aderiu ao grupo de Gil Paraibano ((PP)

| sábado, 2 abril , 2016

Menos de 48 horas após deixar a administração do prefeito Padre José Walmir de Lima (PT), o suplente de vereador Manoel Vieira de Barros Lima aderiu ao grupo político do ex-prefeito Gil Marques de Medeiros, o Gil Paraibano ((PP), pré-candidato ao Palácio Coelho Rodrigues. Vieira se filiou ao PP em solenidade realizada na manhã desta sexta-feira, 1º, na Fiat Guaribas.mvre444Indicado pelo PMDB, partido ao qual era filiado há vários anos, Manoel Vieira era o secretário municipal de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana. Tinha também alguns apadrinhados políticos exercendo cargos comissionados na gestão municipal.

Na última quarta-feira, 30 de março, Manoel Vieira deixou a administração municipal e na manhã desta sexta-feira, 1º de abril, anunciou oficialmente a sua adesão ao grupo político do ex-prefeito Gil Paraibano (PP).

A solenidade de filiação de Manoel Vieira ao PP foi realizada na Fiat Guaribas em ato foi conduzido pela deputada Belê Medeiros (PP). Presentes o ex-prefeito Gil Paraibano, vereadores, lideranças políticas e simpatizantes da candidatura do petebista a prefeito de Picos.

Justificativa

Manoel Vieira garantiu que sua decisão foi motivada pelo projeto que o ex-prefeito Gil Paraibano tem para Picos. Ele negou que o resultado das pesquisas de intenções de votos, que apontam a liderança folgada do petebista, o tenham influenciado. Pois, de acordo com ele, não faz política em busca de poder, mas em cima de projetos de desenvolvimento para o município.

No tocante a deixar a administração e imediatamente passar a compor o grupo adversário, Manoel Vieira disse que não vê problema algum nisso. Segundo ele, discutiu com familiares e amigos e está convicto de que foi a decisão mais acertada.

“Estou me afastando seis meses antes do pleito e nove meses antes de terminar o mandato. Portanto, não me sinto como uma pessoa que está traindo a administração. Estou tentando, além de viabilizar o meu caminho político como candidato a vereador, um projeto para a cidade de Picos” – argumentou.

O ex-prefeito Gil Paraibano disse que recebe o apoio de Manoel Vieira com muita satisfação e alegria, pois o mesmo foi um dos grandes colaboradores em suas gestões anteriores. “Espero que a gente trabalhe juntos novamente pelo progresso de Picos” – desejou.

A deputada Belê Medeiros disse que o grupo está feliz em ter o privilégio de atrair alguns bons amigos. Para ela, o mais importante é que são lideranças com credibilidade, que têm uma história política em Picos e que vêm para contribuir. “Para nós é um momento de alegria poder contar com a adesão do Manoel Vieira” – ressaltou.

O presidente da Câmara Municipal de Picos, Hugo Victor Saunders Martins (PMDB), disse que nunca faltou espaço dentro do PMDB ao suplente Manoel Vieira. “Mesmo como suplente ele teve uma secretaria na gestão do ex-prefeito Kléber Eulálio e quando o Padre Walmir assumiu o PMDB se reuniu e exigiu uma secretaria pra ele” – contou.

Segundo Hugo Victor, o cargo era de coordenação e o PMDB exigiu que o Padre Walmir transformasse em secretaria. Portanto, – continua o presidente da Câmara – dentro do partido Manoel Vieira sempre foi bem tratado e as portas da sigla estarão sempre abertas se ele desejar retornar.

Fonte: José Maria Barros/ Jornal de Picos