contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner mamba

Publicidade

Três barragens atingem volume máximo e sangram no PI

Barragens estão localizadas em Valença do Piauí, São Francisco do Piauí e Paulistana. Elas não oferecem riscos à população, segundo o IDEPI

| terça-feira, 31 janeiro , 2023

As barragens Mesa de Pedra, Salinas e Ingazeiras, localizadas respectivamente em Valença do Piauí, São Francisco do Piauí e Paulistana, atingiram volume máximo e sangraram nesta segunda-feira (30).

Barragem Mesa de Pedra, Valença do Piauí. — Foto: Renan Nunes/ Rede Clube

O Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi) informou que ampliou a frequência do monitoramento das barragens Mesa de Pedra, Salinas e outras 13 que estão sob a responsabilidade do órgão. O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), responsável pela barragem Ingazeiras, também intensificou a fiscalização.

O diretor-geral do Idepi, Felipe Eulálio, destacou que realizou, na última semana, um ciclo de palestras voltadas para o treinamento da equipe técnica, com questões sobre barragens, elementos estruturais e de segurança.

A equipe também recebeu instruções sobre o preenchimento dos documentos de Inspeção Regular de Barragens da Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANA).

“Vamos, ao longo de todo o mês de fevereiro, fazer as inspeções e devidas manutenções nas barragens, pra poder dar a garantia de que nenhum acidente possa acontecer. Até o momento não há nada que preocupe. A gente coloca o dispositivo, o sangradouro, para controlar a capacidade, para não encher demais. Então a barragem sangrar é um procedimento absolutamente normal. Tudo é calculado, absolutamente acompanhado diariamente”, explicou o diretor-geral.

O trabalho de monitoramento de barragens conta com o apoio das Secretarias de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) e da Defesa Civil (Sedec).

Fonte: G1