contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Servidores dos Correios são contra retirada de direitos

No Brasil, a adesão a greve vem crescendo, ao todo das 31 bases sindicais, 28 aderiram a greve, exceto Acre, Roraima e Rondônia

| quinta-feira, 21 setembro , 2017

Resultado de imagem para correios de PicosEm assembleia realizada na noite da última terça-feira (19), os trabalhadores dos Correios do Piauí decretaram Greve por tempo indeterminado. Os ataques da empresa só aumentam, e a direção da ECT já mostrou que não quer negociar e sim retirar os direitos dos trabalhadores que foram conquistados em anos de luta.

No Brasil, a adesão a greve vem crescendo, ao todo das 31 bases sindicais filiadas a FENTECT, 28 aderiram a greve, exceto Acre, Roraima e Rondônia.

O Piauí está mobilizado e mostrando força de enfrentamento, nas principais cidades centralizadoras os serviços estão quase 100% parados, como nas cidades de Picos, Esperantina, Floriano, Parnaíba, Pedro II, Piripiri, Luzilândia e Piracuruca.  Além desses, outros municípios também aderiram à greve, como Marcolância, São José do Peixe, Pedro Laurentino, Guadalupe, Simplício Mendes, Cristino Castro e outros.

De acordo com o presidente do Sintect-PI, Edílson Neto, neste momento não existe outra saída além de lutar e enfrentar os ataques da direção da ECT. “Nós estamos diante do maior ataque que a categoria já sofreu, então, é importante que cada trabalhador fique consciente e entrem na greve geral por tempo indeterminado, promovendo uma greve forte, pois essa é a forma que temos para pressionar a direção da ECT. Por isso, cada trabalhador precisa somar, aderir a greve e mostrar a sua força. Não vamos aceitar a retirada de direitos”, diz.