contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner mamba

Publicidade

Scheiwann Lopes realiza novas mudanças nos batalhões no Piauí

O comandante da Polícia Militar do Piauí, Scheiwann Lopes, realizou mudanças nos comandos de Batalhões em Teresina, Água Branca e Santa Cruz do Piauí

| terça-feira, 15 novembro , 2022

O comandante da Polícia Militar do Piauí, Scheiwann Lopes, realizou mudanças nos comandos de Batalhões em Teresina, Água Branca e Santa Cruz do Piauí. Desde que assumiu o comando da PM em abril deste ano, o coronel tem realizado mudanças na capital e também nos municípios do interior do estado, como já ocorreu em Piripiri, Luís Correia, Pedro II, Aroeiras do Itaim, Esperantina, entre outros.

O comando da PM publicou no Diário Oficial do Piauí, de 14 de novembro, as portarias com as mudanças que foram realizadas.

Em Teresina, o tenente-coronel Maurício de Lacerda, deixa o comando do 9º Batalhão, localizado na zona Norte, e vai para o Quartel do Comando Geral (QCG) em Teresina, para assumir o cargo de Subcomandante do Policiamento Metropolitano II.

Já a tenente-coronel Elizete de Lima, que estava no QCG, vai para o comando do 9º Batalhão. Ela também comandou anteriormente o 13º BPM, na região da Santa Maria da Codipi.

Tenete-Coronel Elizete Lima assume comando do 9° BPM - Polícia

Em Água Branca, o tenente-coronel Ruy Nunes Cordeiro deixa o comando do 18º Batalhão da Polícia Militar, e vai ficar no QCG em Teresina. O tenente-coronel Gilson Leite que era Subcomandante do Policiamento Metropolitano II assume o comando do 18º BPM.

O comandante da PM ainda fez uma mudança na cidade de Santa Cruz do Piauí, onde o 3º sargento Saulo Sousa Moura deixa o comando do 14º BPM, e no seu lugar assume o 3º sargento Cláudio Ribeiro dos Santos.

Em portaria publicada no Diário Oficial, o coronel Scheiwann Lopes ainda fez uma referência elogiosa aos tenentes-coronéis Cordeiro, Maurício de Lacerda e Gilson Leite pelos trabalhos realizados na PM. “Por terem exercido com primor e espírito de servir, a árdua tarefa de preservação da ordem pública através do policiamento ostensivo. Oficiais disciplinados, operacionais, dedicados à atividade-fim da Corporação, revelam uma trajetória profissional merecedora da admiração pela forma como desempenharam a missão que lhes foram confiada”, afirmou na portaria.

Por Bárbara Rodrigues/ Cidade Verde