contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Recém-nascido é encontrado no matagal amordaçado

O menino foi encaminhado para o Hospital Regional Justino Luz e está fora de perigo. Muitas famílias estão interessadas em adota-lo

| quinta-feira, 17 abril , 2014

Na manhã desta quinta-feira, 17, por volta das 10h, policiais encontraram nas proximidades da Clínica de Urgência de Picos, bairro Catavento, um recém-nascido abandonado dentro de um saco plástico. O bebê do sexo masculino foi socorrido pelos policiais que o levaram para o Hospital Regional Justino Luz para receber cuidados médicos .

Foto: Jaqueline Figueredo

Foto: Jaqueline Figueredo

De acordo com informações, uma mulher identificada como Maria Eliene Ferreira da Silva que trabalhava em uma loja próxima ao local onde estava o bebê, acionou a polícia que imediatamente deslocou seu efetivo para averiguar a denúncia. Chegando ao terreno baldio, a denúncia foi confirmada.

O recém-nascido estava envolto em um lençol dentro de duas sacolas.Até o presente momento,não se sabe onde a criança nasceu, assim como não foi identificada quem seria a genitora da criança.

Segundo informações colhidas no local, o recém-nascido foi levado para o Hospital Regional Justino Luz em companhia de dois moradores do local das proximidades, onde o mesmo foi encontrado e da polícia militar que havia sido acionada para verificar a denúncia de que havia um recém-nascido abandonado.

No Hospital o recém-nascido recebeu atendimento dos médicos plantonistas, pediatra Silvio Francisco da Silva e da médica anestesista Danila Portela. Ele estava sem roupa e sofrendo as condições do ambiente, principalmente em relação a temperatura. Após o atendimento ele foi encaminhado para o centro cirúrgico por conta de ser o local que tem o berço aquecido.

Mesmo com a crueldade de ser abandonado e ainda ter uma fita adesiva na boca, o que lhe causaria asfixia, o recém-nascido está bem e ao que tudo indica nasceu pela manhã, pois ainda tinha material de parto no corpo.

Fonte: Riachão Net