contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Projeto Escravo, nem pensar! chega a Picos

A formação de professores tem como objetivo sensibilizar e capacitar os participantes em relação a violação de direitos humanos

| sexta-feira, 30 maio , 2014

A Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Organização Não Governamental Repórter Brasil e 9ª Gerencia Regional de Educação, realizará de segunda-feira (02) até sexta-feira (06), a partir das 07h, no auditório da Escola Normal, formação de professores que disseminarão o Programa Escravo, Nem Pensar no município de Picos.

Trabalho escravo em carvoaria - Foto: Reprodução

Trabalho escravo em carvoaria – Foto: Reprodução

A formação de professores do Programa Escravo, nem pensar! Tem como objetivo sensibilizar e capacitar os participantes em relação a violação de direitos humanos que constitui o trabalho escravo contemporâneo. A ideia é que professores possam trabalhar nas escolas e junto à comunidade, informando-os sobre o trabalho escravo e formas de combatê-lo.

A formação continuada possui três etapas presenciais: Semana de formação (40 horas) e encontros de acompanhamento pedagógico, a cada seis meses.

Ao longo da semana de formação, os participantes se envolvem em discussões sobre o trabalho escravo contemporâneo tendo como referência a discussão de outros temas presentes no currículo escolar como migração, questão agrária, trabalho, tráfico de pessoas, entre outros.