contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Picos recebe investimentos em projetos sociais

Nos últimos dez anos, 15 municípios do Estado do Piauí recebeu R$ 51 milhões de investimento social da Fundação Banco do Brasil

| terça-feira, 12 julho , 2016

Nos últimos dez anos, o estado do Piauí recebeu R$ 51 milhões de investimento social da Fundação Banco do Brasil. O recurso proporcionou a realização de ações voltadas à educação, geração de trabalho e renda e reaplicação de tecnologias sociais. Mais de 108 mil pessoas foram atendidas, em 274 projetos sociais que contribuíram para desenvolvimento sustentável e inclusão socioprodutiva das comunidades em 100 municípios.MelCasaApis4777

Na área de educação, o Programa AABB Comunidade direcionou R$ 3,4 milhões para atendimento a 10,5 mil crianças e adolescentes, em 15 municípios. Hoje, o Programa mantém em funcionamento 12 unidades com 632 participantes. O AABB Comunidade atua na complementação educacional, baseada na valorização da cultura do educando e da comunidade. O atendimento inclui atividades lúdicas desenvolvidas em diversas áreas como saúde e higiene, esporte e linguagens artísticas.

O Programa Água para Todos implantou no Piauí 4.384 cisternas de placas para armazenamento de água usada no consumo das famílias. O sistema coleta e armazena até 16 mil litros de água da chuva dos telhados. A água é consumida nos períodos de estiagem e, se usada racionalmente, pode durar até 8 meses em uma família de quatro pessoas. As unidades foram instaladas em 14 municípios, totalizando um investimento de R$ 9,7 milhões. Também foram construídas 1.200 cisternas para armazenamento de água para produção de alimentos e criação de pequenos animais. O sistema capta água da chuva por meio de um calçadão construído nos quintais, aproveitando as enxurradas. A cisterna calçadão tem capacidade de armazenamento de 52 mil litros. O valor aplicado foi de R$ 12,5 milhões e as unidades foram instaladas em 12 municípios.

A Central de Cooperativas Apícolas do Semiárido Brasileiro – Casa APIS, com sede em Picos (PI) foi um dos projetos que receberam investimento social da Fundação Banco do Brasil, um total foram R$ 6 milhões. Criada em 2005, é reconhecida pela qualidade do mel que produz e pelo desenvolvimento social que realiza na região. Ela agrega outras cinco entidades que reúnem 850 apicultores em 41 municípios. Hoje, a Central dispõe de uma unidade industrial com capacidade de processamento de 2 mil toneladas de mel por ano. O mel produzido é exportado para os Estados Unidos, Alemanha e Canadá. Em 2010, recebeu o Certificado em Comércio Justo, mais conhecido como Fair Trade.

Para fortalecer redes de agroecologia com a implantação de unidades de referência para demonstração de técnicas e produtos, o Piauí recebeu o investimento de R$ 771 mil. O Centro de Formação e Capacitação Agenor da Silva foi selecionado para fazer a implantação de um espaço de referência para beneficiar agricultores familiares do município de São Raimundo Nonato.