contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Picos completa 123 anos com recorde de investimentos

O investimento é de R$ 77.316.425,19 em 32 obras de mobilidade urbana, educação e desenvolvimento rural

| quinta-feira, 12 dezembro , 2013

São 123 anos de emancipação política e mais de R$77,3 milhões de investimentos em mobilidade urbana, educação e desenvolvimento rural, atualmente. Como um presente à cidade de Picos, que comemora seu aniversário nesta quinta-feira (12), o município tem 32 obras em execução ou em processo licitatório, conforme dados do Sistema de Monitoramento de Ações Estratégias do Governo do Estado (Simo). Os números revelam o maior investimento de sua história recente.

Novo prédio da Uespi em Picos( Foto: Thiago Amaral)

Novo prédio da Uespi em Picos( Foto: Thiago Amaral)

Aos poucos, as obras de mobilidade urbana vão mudando o cenário da cidade interiorana. A antiga passarela sobre o balão de acesso aos bairros Centro, Junco, São José e Ipueiras dará lugar a um viaduto com a finalidade de promover melhorias no trânsito do município que tem o segundo maior entroncamento rodoviário do Nordeste. A obra custará mais de R$12 milhões e terá início ainda este ano com prazo de execução de 240 dias. No momento, as equipes trabalham na construção dos desvios para permitir que o fluxo continue, mesmo durante a construção.

Alargamento de ponte na BR 316, em Picos( Foto: Thiago Amaral)Desde 1977, o jornaleiro José Gonçalves Ribeiro, 64 anos, acompanha diariamente da sua banca de jornal, na Praça Felix Pacheco, Centro comercial de Picos, o vai e vem das pessoas que movimentam a Cidade Modelo. Para ele, as mudanças trazidas pelo passar dos anos são notórias. “O ramo do comércio mudou muito e passou a atrair pessoas de outros municípios. A evolução do comércio foi benéfica e proporcionou crescimento e tumulto de gente. É por isso que é fundamental esse investimento que estão fazendo. A passarela sempre foi inutilizada por causa da sua localização, portanto vai ser boa a sua substituição pelo viaduto”, enfatiza.

Em conjunto com o elevado rodoviário, o alargamento das duas pontes sobre o rio Guaribas, na BR 316, permitirá maior fluxo de veículos em toda a rodovia, que vem em quatro vias no sentido Junco ao Centro, ficando em apenas duas vias nas pontes. Com a construção, os acessos ficarão com três pistas de rolamento em cada via, promovendo maior trafegabilidade e mobilidade. A construção já começou e levará o investimento de mais R$15,5 milhões, com previsão de entrega para agosto de 2014.

Movimentadas dia e noite, as ruas e avenidas da cidade também ganharão nova cobertura. O Centro de Picos terá novo revestimento, com dez anos de garantia para se trafegar bem. Bairros, como Canto da Várzea, Junco, Parque de Exposição, Pedrinhas, São José, Morada do Sol, Paroquial e Aerolândia também receberão asfalto. O investimento de R$8,6 milhões do Governo do Estado abrange asfaltamento de 31 quilômetros quadrados de ruas e avenidas.

A pavimentação será realizada pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Governo Estadual, mas a escolha das ruas a serem contempladas foi feita pela Prefeitura Municipal de Picos. “Como critério, definimos as ruas onde já existe calçamento e onde o movimento de pessoas e de carro é maior. Mas, todos os bairros da cidade serão contemplados”, esclarece o secretário Municipal de Obras, Ribamar Júnior.

Em reabilitação, construção e recuperação de estradas vicinais, serão aplicados outros R$7,1 milhões. Um total de 12,34 quilômetros na rodovia de ligação entre Picos e o povoado Gameleira dos Rodrigues serão asfaltados, bem como haverá restauração de pavimentação da PI 236, subtrecho de 19 quilômetros entre Picos e os povoados Torrões e Tabatinga.

Investimento em educação

Reforma da Unidade Escolar Vidal de Freitas, em Picos( Foto: Paulo Barros)De acordo com o Simo, a terceira maior cidade do Estado tem 15 obras na educação. São reformas, ampliações, adequações de escolas e construções e coberturas de quadras poliesportivas em execução ou licitação. Através da Secretaria de Estado da Educação e Cultura, o Governo está investindo mais de R$6,1 milhões.

A Unidade Escolar Desembargador Vidal de Freitas, no bairro Ipueiras, zona Norte, é uma das escolas que estão em obras. O colégio histórico tem mais de 900 alunos no ensino médio e fundamental. Até o início do próximo ano letivo, a reforma, que inclui refeitório, ampliação e cobertura da quadra, será entregue. Para a comunidade estudantil, a exemplo de Adalberson Gomes, a ação se resume em uma frase: “Ótimo! O colégio vai ficar novo”.

Os investimentos em educação assinalam o crescimento da cidade e trazem bons resultados. É o que aponta o taxista Valdecí de Sousa Moura. “Meus filhos são todos inteligentes e nunca estudaram numa escola particular, e hoje estão bem. Para mim, o ensino nas escolas públicas dessa cidade está bom. Tenho um filho que hoje é vice-diretor do Instituto Federal do Piauí, aqui em Picos. Fruto da inteligência, esforço e também dos professores e das escolas por onde ele passou. Hoje, tenho uma filha que estuda no antigo Premem (Centro Estadual de Educação Professor Petrônio Portela) e vai seguir o mesmo rumo de sucesso que o irmão, tenho certeza”, considera.

O Centro Estadual de Educação Professor Petrônio Portela a que o taxista se refere foi uma das primeiras escolas técnicas de Picos. Este ano, a escola completou 30 anos e recebeu uma grande reforma e ampliação, possibilitando aumentar o número de cursos e de vagas ofertadas. Hoje, o CEEP conta com 15 cursos técnicos integrados ao médio e com capacidade para receber dois mil alunos.

“Ficou muito melhor depois da reforma. Os cursos oferecidos aqui fazem com que a gente adquira não só conhecimento e experiência profissional, mas também na forma de lidar com a comunidade em que vivemos”, avalia o estudante de Manutenção e Suporte em Informática, José Airton da Rocha, de 16 anos.

Além das obras na educação básica, Picos ganhará um novo prédio da Universidade Estadual do Piauí. A construção da estrutura com quadra poliesportiva na BR 316, bairro Altamira, está avançada. Neste dezembro, os blocos de aula serão finalizados, faltando apenas concluir o bloco da administração e o estacionamento até fevereiro de 2014. A obra está orçada em R$4,2 milhões e vai atender a necessidade do campus, que conta hoje com 11 cursos de graduação presenciais, além de cursos na modalidade a distância, férias (através do Parfor) e especializações.

À parte dos investimentos na zona urbana da Capital do Mel, a área rural de toda a microrregião também recebe projetos de fortalecimento da apicultura com aquisição de kits de apicultura e ração, 29 triciclos motorizados e máquinas e equipamentos para a Casa de Mel. Mais de R$1,2 milhão valorizam e promovem o desenvolvimento rural na região de Picos.

A uma distância de 18 quilômetros da Cidade Modelo, Santana do Piauí foi um dos municípios contemplados com as ações. Os 42 membros da Associação dos Pequenos Produtores de Mel e Agricultores Rurais, ligada à Casa Apis em Picos, foram contemplados com 160 caixas para capturar enxames.

“Por sua localização geográfica e importância no Estado, os investimentos nos diversos setores em Picos reforçam a proeminência da cidade e ajudam no seu desenvolvimento. Ganha não só a população picoense, mas a de todos os municípios da grande região. O nosso objetivo é trabalhar para a transformação da cidade, oferecendo mais oportunidades para que o povo que mora ali, possa crescer mais e mais”, finaliza o governador Wilson Martins.

(Reportagem Mayara Ferreira)