contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Publicidade

Piauiense que deu caneta a Lula chora com homenagem

Ao ser empossado na Câmara, Lula quebrou o protocolo e mostrou uma caneta, revelando que ganhou de um piauiense de 1989 quando visitava Teresina

| segunda-feira, 2 janeiro , 2023

O petista histórico, Fernando Menezes, 68 anos, confirmou na noite deste domingo (1º) que deu de presente ao Lula uma caneta nas mesmas características que o presidente da República mostrou durante a posse. Ao ser empossado na Câmara Federal, Lula quebrou o protocolo e mostrou uma caneta, revelando que ganhou de um piauiense de 1989 quando visitava Teresina para um evento político.

“Foi uma emoção monstra. Estava assistindo a posse em casa pela televisão e quando vi a caneta e ele falando que ganhou de presente de um piauiense, chorei de emoção, quase cair da cadeira. É a história mais bonita de minha vida”, disse Fernando Menezes.

Ele conta que não lembra a data que deu a caneta, mas que Lula estava no Piauí em caravana tentando viabilizar a pré-candidatura à Presidência da República.

“Caminhávamos pelas ruas de Teresina. Estavam presentes o Antônio José Medeiros, Marcelino Fonteles, Meireles, Josué e outros petistas. Queria dar de presente uma caneta, pois sabia que Lula um dia iria ser Presidente da República. Dei e disse que era para ele assinar a ata de posse”, lembrou Fernando, que é tio da judoca Sarah Menezes.

Fernando informou ainda que Lula foi quem assinou sua ficha de filiação ao PT em agosto em 1985. Ele mora em Altos há 36 anos e trabalha no polo da universidade aberta da Uespi (Universidade Estadual do Piauí).

Filho de bancário fala de uma foto que circula

Desde que Lula contou a história da caneta, presenteada por um piauiense, circulam informações que são apuradas pelo Cidadeverde.com. Uma delas é que o bancário Idelmar Gomes Cavalcante teria dado a caneta.

O filho de Idelmar, o futuro diretor do Interpi, Rodrigo Cavalcante, negou que o presente foi dado pelo pai e confirma a veracidade da foto que circula.

Na imagem, Rodrigo aparece garoto nos braços do pai e Lula, em uma mesa, com uma caneta escrevendo em um papel.

“A foto foi de um evento na Apcef em 1992 em que estava meu pai e o Lula aparece dando autografo para um militante durante o evento”, disse.

Por Yala Sena/ Cidade Verde