contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Piauiense de Fronteiras é assassinado em Minas Gerais

Uma briga de trânsito acabou com um piauiense morto com perfurações de faca. Duas pessoas foram presas pelo crime

| terça-feira, 1 março , 2016

O piauiense da cidade de Fronteiras, Antônio Deoclécio da Silva, de 30 anos, foi morto na noite deste domingo (28/02), na cidade de Patrocínio (MG), após envolver-se em um acidente de trânsito. Uma briga, enquanto os motoristas tentavam acordar sobre quem pagaria os danos do acidente, acabou com o piauiense ferido com pelo menos oito perfurações.fiatuno-4qqaa

Tudo começou por volta de 20h, quando próximo ao terminal rodoviário de Patrocínio, o Fiat Uno de Antônio Deoclécio e o Gol, que era conduzido por Adailton Carlos de Souza, colidiram. Sem acionar a polícia, os dois motoristas seguiram para uma fazenda, onde tentaram acordar sobre o ressarcimento dos danos.

Uma discussão acabou em briga, onde o piauiense teria agredido Adailton, que reagiu, ferindo Deoclécio com uma faca de cozinha. O piauiense chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital em estado grave. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu pouco antes da meia noite.

Dois suspeitos foram presos horas depois. Adailton, que havia fugido no Fiat Uno da vítima, chegou a abandonar o veículo próximo a um cafezal, local onde a faca usada para ferir o piauiense foi dispensada. A polícia contou com o apoio da esposa do agressor para conseguir que ele se entregasse. Ele alegou ter agido em legitima defesa.

Rafael Alves, a esquerda – fugiu com o carro do agressor e Adailton Carlos, à direita, acusado do assassinato do fronteiresne)

Rafael Alves, a esquerda – fugiu com o carro do agressor e Adailton Carlos, à direita, acusado do assassinato do fronteiresne)

Também foi preso Rafael Alves da Silva, 27 anos, que teria dado apoio a Adailton. Ele estava no Gol – o mesmo do acidente envolvendo o amigo – e foi localizado após ser montada uma barreira policial.

A família do piauiense, que mora no bairro Belém, em Fronteiras, ainda não confirmou se o velório será em Minas Gerais ou se o corpo será trazido para sepultamento na terra natal da vítima.

Fonte: Patrocínio online