contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Piauí recebe menos de 2% do valor que pediu a União

O Estado Piaui vai receber R$ 8,9 milhões do Governo Federal como compensação perdas com do ICMS por causa das exportações

| sábado, 15 outubro , 2016

wellington-dZZZias-telefona-para-michel-temerO Piaui vai receber R$ 8,9 milhões do Governo Federal como compensação perdas com do ICMS por causa das exportações. Deste total, o maior repasse segundo a Confederação Nacional do Municípios- CNM é para Teresina R$1,129 milhão. Ao todo os 224 município vão receber R$ 2,233 milhões. Cada cidade vai receber de acordo com os critários de distribuição do Confaz.

O Governo do Estado deverá ficar com pouco mais de R$ 6,7 milhões. Um valor bem abaixo dos R$ 400 milhões que o Estado quer receber ressarcimento das perdas de receitas federais, o que corresponde a 1,67% que Wellington Dias pediu ao governo de Michel Temer. Os Estados do Norte Nordeste e Centro Oeste pedem R$ 7 bilhões e o Governo Federal liberou R$ 1,95 bilhão.

A Medida Provisória 749/2016 publicada em edição extra do Diário Oficial da União da quinta-feira, 13 de outubro, libera R$ 1,95 bilhão para repor as perdas com créditos do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nos Estados, Municípios e no Distrito Federal. O auxílio financeiro, relativo ao ano de 2016, será pago em parcela única até o último dia útil de dezembro. A distribuição dos recursos entre os Estados será feita de acordo com critérios definidos pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), órgão que reúne os secretários de Fazenda dos 26 Estados e do Distrito Federal.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM), desde julho deste ano, vem solicitando informações e apoio para o pagamento dos valores do Fundo de Apoio à Exportação (FEX), pago como compensação pelas perdas com a desoneração de produtos exportados por meio de vários ofícios protocolados na Casa Civil. A CNM fez um calculo dos valores aproximados que cada município deverá receber.

No Piauí, o maior repasse segundo a CNM é par Teresina R$1,129 milhão. Ao todo os 224 município vão receber R$ 2,233 milhões. Cada cidade vai receber de acordo com os critários de distribuição do Confaz. O Governo do Estado deverá ficar com pouco mais de R$ 6,7 milhões. Um valor bem abaixo dos R$ 400 milhões que o Estado quer receber ressarcimento das perdas de receitas federais

Nos documentos, a CNM manifestou o entendimento pela urgência na liberação do repasse, tendo em vista as dificuldades financeiras que os gestores municipais enfrentam com o final de mandato, com cada vez mais responsabilidades, mas sem a contrapartida das correspondentes fontes de custeio, o que resulta em um quadro de desequilíbrio de recursos financeiros.

Lei Kandir
Com valores definidos ano a ano, o auxílio aos Estados e Municípios é prestado anualmente em decorrência da Lei Kandir. Em vigor desde o fim dos anos 90, a lei isentou de ICMS as exportações de produtos não industrializados, sob o argumento de que nenhum país pode exportar tributos.

Como o ICMS é administrado pelos Estados e tem 25% da arrecadação partilhada com os Municípios, o governo federal compromete-se a repor as perdas todos os anos. Os principais Estados impactados pela Lei Kandir são os grandes exportadores de produtos agropecuários. Entre eles, estão Mato Grosso, Minas Gerais, Goiás e Paraná.

Com infomações da CNM