contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Piauí realiza leilão para exploração de energia eólica

Foram comercializados mais de R$ 828 milhões com a venda de lotes nos municípios de Queimada Nova e Lagoa do Barro.

| sábado, 29 novembro , 2014

Com condições favoráveis à produção de energia eólica, o Piauí mais uma vez se destacou no leilão realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), nesta sexta-feira (28). Foram comercializados mais de R$ 828 milhões com a venda de lotes nos municípios de Queimada Nova e Lagoa do Barro. Ao todo, nove projetos foram vendidos, totalizando uma potência de 225 MW. Os empreendimentos pertencem às empresas Atlantic e Ventos de São Virgílio.eolica piaui999

O leilão

De acordo com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, 51 usinas foram vencedoras do certame, com 4.979.828 megawatts (MW) de potência contratada, garantindo a capacidade de transmissão de 2.900,900 MW médio (MWm). O custo marginal de referência do leilão foi R$ 209 por megawatt-hora (MWh) e o preço médio de venda alcançado foi R$196,11.

O montante negociado chegou a 583.850.275,200 MWh e o contratado foi 2.742,500 MWm. Foram contratados 27.425 lotes. O valor financeiro movimentado no certame foi R$ 114.496.330.767,96, gerando economia de R$ 2.008.071.876,84, com deságio de 1,72%.

Início

A energia negociada terá início de suprimento em janeiro de 2019. Para as termelétricas (carvão, gás natural em ciclo combinado e biomassa) e para a fonte eólica, os contratos de compra e venda serão na modalidade por disponibilidade. No primeiro caso, o prazo de suprimento é 25 anos e no segundo, 20 anos. Os empreendimentos hidrelétricos, por sua vez, serão na modalidade por quantidade, com prazo de 30 anos.

Fonte: Cidade Verde