contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Publicidade

PF faz operação contra grupo que vendeu 43 mil armas a facções

Os agentes cumprem 25 mandados de prisão preventiva, seis de prisão temporária e 52 mandados de busca e apreensão no Brasil, Estados Unidos e Paraguai

| terça-feira, 5 dezembro , 2023

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta terça-feira (5), uma operação contra um grupo suspeito de negociar a compra e venda de 43 mil armas para os chefes das maiores facções criminosas do país em três anos. Os agentes cumprem 25 mandados de prisão preventiva, seis de prisão temporária e 52 mandados de busca e apreensão no Brasil, Estados Unidos e Paraguai.

A investigação é do Grupo de Investigações Sensíveis da Bahia (GISE/BA), vinculado à Coordenação de Repressão ao Tráfico de Armas da PF em Brasília (CGPRE).

Segundo apuração, o grupo investigado movimentou R$ 1,2 bilhão no período de entrega das armas. O principal alvo é considerado pela PF o maior contrabandista de armas da América do Sul e está no Paraguai. Ele é alvo de mandado de prisão preventiva.

A investigação começou em 2020, quando pistolas e munições foram apreendidas no interior da Bahia. As armas estavam com o número de série raspado, mas, por meio de perícia, a PF conseguiu obter informações da origem e avançar na investigação.

Neste período foram realizadas 67 apreensões que totalizam 659 armas apreendidas no território brasileiro, apreensões estas realizadas em 10 estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia e Ceará.

Fonte: CNN Brasil