contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

PCdoB veta a candidatura de empresário e provoca mal-estar

O veto ao nome de Eli Teles desagradou, principalmente, ao vereador Evandro Reis (PSD), seu amigo do empresário comunista

| sexta-feira, 12 agosto , 2016

A decisão do diretório municipal do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) de barrar a candidatura a vereador do microempresário Eli Teles de Medeiros Filho, provocou um princípio de crise na base de apoio ao prefeito de Picos, Padre José Walmir de Lima (PT).eliteleisidi4444

Segundo apurou o repórter José Maria Barros, o veto ao nome de Teles desagradou, principalmente, ao vereador Evandro Reis (PSD), seu amigo pessoal. Especula-se que o descontentamento pode terminar numa adesão do grupo do parlamentar do PSD á candidatura do ex-prefeito Gil Marques de Medeiros, o Gil Paraibano (PP).

Na convenção da última quinta-feira, 4, Teles teve o seu nome homologado como candidato a vereador pelo PCdoB, em coligação com outros partidos pequenos como PSL, PDT, PTC e PPL. Ele subiu ao palanque, discursou ao lado do Padre Walmir e depois assinou a ata.

No entanto, no dia seguinte, as lideranças que compõem o chamado grupo dos cinco, se reuniram e vetaram o nome de Teles. Somente depois de tudo formalizado é que comunicaram a decisão ao candidato, provocando um princípio de crise na base aliada do Padre Walmir (PT).

Membro do diretório municipal do PCdoB, o secretário de Meio Ambiente, advogado Gláuber Silva, confirmou o veto à candidatura de Teles. Segundo ele, foi uma decisão do grupo a pedido, principalmente, dos outros candidatos ao legislativo.

Procurado no início da tarde desta quinta-feira,11, Teles se esquivou de comentar o assunto. Disse apenas que não tinha nada ainda de oficial.

Reportagem José Maria Barros/ Jornal de Picos