contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner mamba

Publicidade

Pastor acusado de homicídio em Picos é preso em Teresina

De acordo com a Polícia Civil, Darkilson Valério de Sousa responde a seis processos criminais, e tinha uma condenação por tráfico ilícito de entorpecentes

| terça-feira, 10 janeiro , 2023

Um homem suspeito de homicídio e que se passava por um falso pastor foi preso na última sexta-feira (6) em uma igreja evangélica no Residencial Orgulho do Piauí, na zona Sul de Teresina, na operação Falso Profeta. A prisão foi feita com base em investigação realizada pela Delegacia de Combate a Homicídios, Tráfico de Drogas e Latrocínio (DHTL) de Picos, com apoio da Gerência de Polícia do Interior (GPI).

De acordo com a Polícia Civil, Darkilson Valério de Sousa responde a seis processos criminais, e tinha uma condenação por tráfico ilícito de entorpecentes.

Além disso, tinha um mandado de prisão preventiva expedido contra ele pelo assassinato a facadas de Cleber Alves Marques, ocorrido no dia 20 de outubro de 2021, no município de Picos. O crime teria ocorrido após um desentendimento entre o suspeito e a vítima.

Após o crime ele saiu de Picos, e segundo a Polícia Civil, estava atuando como um falso pastor com o objetivo de fugir da atuação policial. Os policiais conseguiram identificar que ele estava participando de uma igreja evangélica localizada no Residencial Orgulho do Piauí. Ele foi preso dentro da igreja.

“Ele já tinha uma vida dedicada ao crime, então a gente localizou ele, que inclusive estava usando nomes falsos. Quando ele começou a dizer que era um pastor, acreditamos que essa foi a forma que ele encontrou para conseguir algum dinheiro. Ele já estava há um ano atuando lá”, explicou o delegado Agenor Lima.

Darkilson não resistiu a prisão. “Ele sabia muito bem porque estava sendo preso, então não teve resistência. Nós ainda vamos ouvir ele no depoimento”, disse o delegado.

Por Bárbara Rodrigues/ Cidade Verde