contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

MP apura denúncias sobre o Hospital Regional

Dentre os casos de irregularidades apontados estariam à falta de profissionais médicos para cumprir as escalas dos plantões

| quarta-feira, 26 novembro , 2014

Por intermédio da promotora de Justiça Micheline Ramalho Serejo Silva, o Ministério Público do Estado do Piauí instaurou inquérito civil com o objetivo de apurar denúncias de possíveis irregularidades praticadas por gestores do Hospital Regional Justino Luz (HRJL), em Picos.alamdididazuaudi777

A portaria determinando a instauração do inquérito civil público foi assinada pela promotora de justiça, Michele Ramalho, no dia 20 de outubro e publicada no Diário Oficial da Justiça, edição desta terça-feira, 25 de novembro, na página 75.

Para iniciar a investigação a promotora levou em consideração às denúncias chegadas a 1ª Promotoria da Comarca de Picos, através do diretor regional do Sindicato dos Médicos, José Almeida Leal, que também é médico do Hospital Regional Justino Luz.

Dentre os casos de irregularidades apontados pelas denúncias do médico e sindicalista José Almeida, estão à falta de profissionais médicos para cumprir as escalas dos plantões do hospital, sendo que existem 77 médicos concursados. No entanto, grande parte deles está à disposição de outros órgãos.

Segundo a denúncia, a estrutura física do hospital se encontra bastante desgastada, trazendo, inclusive, sérios riscos para os pacientes e os profissionais que lá trabalham.

Além disso, destaca a portaria assinada pela promotora Micheline Ramalho, existe um Termo de Ajuste de Conduta realizado pela 1ª Promotoria de Justiça e o Hospital Regional Justino Luz, em Picos, para a regularização dos problemas apontados, mas que nunca foi cumprido desde 2 de maio de 2011.

Diante disso, a promotora de justiça Micheline Ramalho resolveu instaurar Inquérito Civil Público a fim de apurar possíveis atos de improbidade administrativa por parte dos gestores do referido hospital.

Designou o técnico ministerial Ismael Bezerra Nelson para secretariar o inquérito civil público, determinando a realização de algumas diligências. Dentre as quais a expedição de ofício ao diretor do Hospital Regional Justino Luz para conhecimento do Inquérito Civil Público, bem como notificação deste para comparecer ao gabinete da 1ª Promotoria no próximo dia 2 de dezembro, às 12 horas.

Fonte: Jornal de Picos