contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Junior Nobre fala sobre segurança na Maçonaria

Para ele, segurança não está ligado apenas à falta de policiamento, mas também ao pouco investimento feito na educação

| sábado, 14 maio , 2016

Na segunda Sessão Pública Maçônica sobre violência e Segurança Pública de Picos realizada nesta terça-feira (10/05), estiveram presentes várias autoridades. Delegados de Polícia Civil de Picos, 4° Batalhão da Polícia Militar, Promotores de Justiça e do Ministério Público, Juízes de Direito, Agentes Federais da Polícia Rodoviária Federal, Ordem dos Advogados do Brasil e sindicatos ligados as categorias citadas.segfg4442

Todos falaram dando boas sugestões e sugerindo normas que deveriam ser adotadas pelo poder público. A ausência do prefeito e dos quinze vereadores foi um espanto para todos os presentes, considerando que a segurança pública de Picos é uma das maiores reclamações de seus moradores. Inclusive, a Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp/MJ) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), lançaram em Brasília, dia 11 de maio, o estudo Indicadores Multidimensionais de Educação e Homicídios nos Territórios Focalizados pelo Pacto Nacional pela Redução de Homicídios.

O documento tem o objetivo de apresentar o papel central que a educação desempenha para mitigar a criminalidade violenta. Para isso, foi feito um mapeamento das condições educacionais nas escolas e nos bairros em que se observou a incidência de homicídios em 2014, dentre os 81 municípios que são o foco do Pacto Nacional de Redução de Homicídios e que concentravam 48,6% dos homicídios do país naquele ano.segfg4441

Junior Nobre, presente na sessão, falou das necessidades de conscientização da população sobre a segurança pública. Já que o problema da segurança pública de forma geral não está ligado apenas à falta de policiamento, mas também ao pouco investimento feito na educação e em atividades de lazer que possam preencher o tempo das crianças e adolescentes. Pois, segundo ele, a política sobre Segurança Pública surge na prevenção, mas sobretudo, no suporte social e educacional necessários para as crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Fonte: Ascom