contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Identificado um dos corpos carbonizados na queda do avião

Guilherme Rodrigues estava com os documentos pessoais junto ao corpo. Três corpos ainda aguardam identificação.

| terça-feira, 17 dezembro , 2013

Peritos do Instituto Médico Legal já identificaram um dos quatro corpos da tragédia no Aeroporto Petrônio Portella em Teresina. O estudante de aviação Guilherme Rodrigues, 21 anos, estava com os documentos junto ao corpo. Outros testes devem ser realizados para confirmar a identificação.

Bombeiros fazem o resgate dos corpos - Fotos: Yala Sena e Evelin Santos/Cidadeverde.com

Bombeiros fazem o resgate dos corpos – Fotos: Yala Sena e Evelin Santos/Cidadeverde.com

Os quatro jovens participavam de uma aula de instrução de voo noturno quando foram vítimas de acidente com o avião monomotor que estavam na noite de ontem, por volta das 18h20. A aeronave teria perdido o controle e caído de bico no chão explodindo em seguida.

O resgate dos corpos aconteceu por volta das 21h30 e encaminhados para o IML totalmente carbonizados. Os trabalhos no Instituto foram até as 4h desta madrugada (17) e retomado nesta manhã.

A previsão é de que os corpos só sejam liberados a partir de meio dia. O protocolo que deve ser seguido inclui identificação através da roupa, depois através de documentos, em seguida impressões digitais, arcada dentária e, se necessário, exame de DNA.

A Polícia Federal esteve, ainda na noite de ontem, no IML para auxiliar nas perícias. O inquérito está sob a responsabilidade do 7° Distrito Policial, cujo titular é o delegado Jorge Ferreira.

Familiares e amigos já começam a retornar ao IML para acompanhar o trabalho da perícia. Falta ainda a identificação dos corpos de Marcos Escócio (professor de física piauiense, 27 anos, que se formaria hoje e deixou a esposa grávida), Marcos Ronald Sousa Sá (estava na aeronave apenas acompanhando o primo, Guilherme) e Rodrigo Viana Moraes (o instrutor de 26 anos, natural de Minas Gerais, contratado pelos alunos).

Dados da Infraero apontam que 53 acidentes foram registrados no país, somente em 2013, envolvendo aviões de pequeno porte e helicópteros.  (Cidade Verde)