contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Hugo Victor contesta oposição sobre auditoria do Denassus

O Presidente da Câmara acusa oposição de fazer denúncias falsas para prejudicar a administração do prefeito Padre Walmir

| quarta-feira, 20 setembro , 2017

O presidente da Câmara Municipal de Picos, Hugo Victor Saunders Martins (PMDB), criticou a postura adotada pela bancada de oposição nas duas últimas sessões ordinárias. Segundo ele, os parlamentares têm se utilizado de um relatório elaborado pelo Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denassus) para fazer acusações inverídicas contra a gestão do prefeito, Padre José Walmir de Lima (PT).

Baseado no relatório da auditoria do Denassus, os vereadores denunciaram uma série de irregularidades que estariam sendo cometidas na Secretaria Municipal de Saúde. A pasta tem como titular Maria do Socorro de Sousa Moura, esposa do vice-prefeito de Picos, empresário Edilson Alves de Carvalho (PTB).

Hugo Victor disse que foi surpreendido com uma série de denúncias contra a gestão da Secretaria Municipal de Saúde. “Passamos a semana investigando e constatamos que a auditoria do Denassus está suspensa por uma determinação do próprio Ministério da Saúde” – ressaltou Hugo Victor.

O presidente da Câmara disse ainda que a oposição usou expressões muito graves, falando em roubos e em coisas que não existem, pois a auditoria está suspensa. “De início nós da situação defendemos a realização de uma audiência pública, pois não compactuamos com o errado, pelo contrário, queremos é que os recursos da saúde sejam bem aplicados” – argumentou Hugo Victor.

No entanto, para Hugo Victor, trazer denúncias falsas, incorretas ou inverdades para a Câmara não é bom e a bancada de situação não vai aceitar que a oposição faça isso com o objetivo de jogar a população contra a gestão do Padre Walmir.

Audiência pública

Segundo Hugo Victor, o próprio Ministério da Saúde suspendeu a auditoria, por isso não vê motivo para a realização de uma audiência pública conforme havia proposto anteriormente. “Se a oposição trouxer algo real estamos dispostos a discutir, caso contrário não vejo nenhuma necessidade dessa audiência pública” – reafirmou.

Outro lado

O líder da oposição na Câmara de Picos, Raimundo Nunes Ibiapino, o Renato (PRP), disse que a auditoria não foi suspensa e reafirmou todas as denúncias que foram feitas em plenário. Segundo ele, o relatório do Denassus foi enviado para a Polícia Federal para análise e, em breve as providências cabíveis para o caso estarão sendo tomadas pelos órgãos responsáveis pela fiscalização dos recursos do SUS.

Por José Maria Barros