contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner mamba

Publicidade

Hidrogênio verde: mais um projeto será implantado no Piauí

O lançamento da pedra fundamental dos dois projetos de hidrogênio verde fará parte da programação do evento da próxima sexta-feira (15)

| domingo, 10 dezembro , 2023

No dia 15 de dezembro, será inaugurada a pedra fundamental do maior projeto de hidrogênio verde do mundo, na Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Parnaíba. A novidade é que, agora, serão dois projetos, cada um com produção de 10 GW, geração de 10 mil empregos e investimentos de R$ 100 bilhões. Portanto, no total, serão 20 GW de energia, cerca de 20 mil empregos e R$ 200 bilhões em investimentos. O lançamento da pedra fundamental dos dois projetos fará parte da programação do evento da próxima sexta-feira (15).

Os projetos são das empresas europeias Green Energy Park e Solatio Energia. Inicialmente, a Solatio seria parceira da Green Energy na construção da maior usina de H2V, o hidrogênio verde. No entanto, a empresa optou por construir o próprio projeto, de forma independente, o que resulta no dobro de investimentos para o Piauí. “É o Piauí colaborando para a transição energética global e cravando, de forma definitiva, o desenvolvimento do estado”, afirmou o governador Rafael Fonteles.

O governador colhe os frutos dos esforços em busca de investimentos. Foram sete missões internacionais em 2023 para convencer empresas a instalarem empreendimentos no estado. O resultado veio: o Piauí terá os dois maiores projetos de hidrogênio verde do mundo. “Valeu a pena a nossa busca incansável para dar visibilidade ao nosso estado e alavancar a economia do Piauí. Os projetos serão desenvolvidos em etapas, durante os próximos anos, trazendo muitos benefícios. Do ponto de vista ambiental, terá repercussão em âmbito mundial”, afirma Fonteles.

Uma das metas do governador Rafael Fonteles durante o seu mandato é posicionar o Piauí na corrida mundial pela transição energética e sustentável. Uma das soluções está no potencial do hidrogênio verde no estado, que tem todas as condições naturais e industriais para a produção do H2V, entre elas, a abundância de água no subsolo e nos rios, e muita produção de energia limpa (eólica e solar).

Entenda o que é o hidrogênio verde e como a sua produção vai impactar na economia do Piauí:

O que é hidrogênio verde?

O hidrogênio verde nada mais é do que a produção desse combustível por meio do uso de eletricidade proveniente de fontes de energia limpas e renováveis, tais como hidrelétricas, eólicas, solares, biomassa, biogás, entre outras.

Isso significa que sua produção não emite dióxido de carbono (CO2), evitando danos ao meio ambiente. Ele é diferente, por exemplo, de combustíveis como a gasolina, que causa danos ao meio ambiente durante sua produção baseada em petróleo.

O hidrogênio verde também pode ser utilizado de maneira flexível em uma variedade de aplicações, como nos setores de transporte de veículos leves e pesados, geração e armazenamento de energia e nos segmentos industriais.

Por que o Governo do Piauí incentiva a produção de H2V no estado?

A ideia do Governo do Piauí é se antecipar à busca mundial pelo combustível, uma forma de os países cumprirem o Acordo de Paris – assinado em 2015 por 195 nações do planeta que se comprometeram a adotar medidas para a redução da emissão de gases que contribuem para o efeito estufa. O consumo de H2V é uma das formas de atingir esse objetivo, já que sua produção não gera carbono ao meio ambiente.

O Piauí tem condições de produzir hidrogênio verde?

Com 70% do custo da produção de hidrogênio sendo associado à energia, o estado aproveita de condições favoráveis e raras para sua implementação: abundância de sol, vento e água, tanto no subsolo quanto nos rios. “Esses três recursos, aliados à existência da Zona de Processamento e Exportação que temos localizada em Parnaíba, oferecem condições ideais para atração desses investimentos concretos no Piauí”, destaca Victor Hugo, presidente da Investe Piauí, a Agência de Atração de Investimentos Estratégicos do Piauí S/A.

Quando começam as obras das usinas de H2V no Piauí? E quando começa a produção, de fato, do hidrogênio verde?

A previsão é de que as obras da usina comecem no final de 2024 e a primeira etapa fique pronta em 2027, quando, de fato, o H2V estará sendo produzido. O projeto vai precisar passar por fases até 2035.

Qual será o benefício para o povo do Piauí?

A instalação de usinas de H2V do porte das que serão construídas pela Green Energy Park e pela Solatio Energia/Solatio Hidrogênio Piauí Gestão de Projetos Ltda. irá demandar mão de obra, impactando toda a região de Parnaíba. Além disso, a chegada dessas empresas atrai novos negócios, gerando mais empregos e renda.
Duas instituições internacionais, que foram contratadas para avaliar o impacto do investimento no Piauí, constataram que vão ser gerados 20 mil ocupações, ou empregos verdes, ligados diretamente à cadeia de produção do combustível no Piauí.