contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Grupo do prefeito racha em Campo Grande do Piauí

O vice-prefeito Gilson Oliveira pode encabeçar chapa da oposição contra o atual gestor municipal, o médico Francisco Bezerra

| segunda-feira, 16 novembro , 2015

O vice-prefeito de Campo Grande do Piauí, Francisco Gilson de Oliveira (PT) afirmou nesta semana que os membros da oposição  podem se unir contra o atual prefeito nas próximas eleições. O petista se encontra atualmente na oposição depois de romper com o atual prefeito, o médico Francisco Bezerra, “Dr. Tico” (PP), um ano após assumirem a gestão municipal.

Vice-prefeito, Gilson Oliveira

Vice-prefeito, Gilson Oliveira

“Fomos eleitos em uma chapa juntos, andamos muito nas localidades e depois que ganhamos era natural que participássemos do novo governo, algo que não aconteceu. Sempre quando levávamos nossas reivindicações não éramos atendidos, até que um dia o próprio prefeito declarou que não tinha como dar espaço pra gente, com a alegação que eu poderia querer ser um pré-candidato no grupo depois. Diante disso, eu resolvi me afastar do grupo”, pontuou Gilson.

Desde o início da gestão, o prefeito municipal, Dr. Tico, teve dificuldade de acomodar todos líderes que ajudaram durante o processo eleitoral. Os principais representantes partidários hoje fazem oposição ao gestor, inclusive todos os ex-prefeitos. Atualmente Dr. Tico se encontra isolado politicamente.

O vice-prefeito declarou que tem conversado com todos os partidos que compõem oposição e acredita que todos deverão marchar juntos nas eleições do próximo ano.

A oposição ao prefeito atualmente é composta pelas seguintes siglas: PT, PSB, PSD, mas segundo Gilson os diálogos avançam também com o grupo político liderado pelo ex-prefeito Baiá que estava no PTB, mas hoje se encontra sem partido.

Fonte: Piauí em Foco