contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Governo do Estado estuda fazer cortes de servidores

O limite prudencial de gastos com funcionários foi ultrapassado e desde o dia 1° de Maio está "bloqueada" qualquer possibilidade novos contratos

| sexta-feira, 2 maio , 2014

O secretário de Administração do Piauí, João Henrique Souza, confirmou que o limite prudencial de gastos com funcionários foi ultrapassado e anunciou que desde o dia 1° de Maio está “bloqueada” qualquer possibilidade de contrato provisório.

Secretário de Administração, João Henrique Souza - Foto: Cidade Verde

Secretário de Administração, João Henrique Souza – Foto: Cidade Verde

Em entrevista a imprensa da capital nesta sexta-feira (2), o gestor explicou que os gastos com a folha de pagamento de pessoal é a maior despesa do Estado, chegando ao ônus de quase R$ 262 milhões.

“A folha de abril ainda foi R$ 1 milhão a menos que a do mês anterior, ou seja, governo de Zé Filho já conseguiu diminuir isso. Nesta semana discutimos a questão com o Conselho de Gestão de Pessoas. Hoje nós temos oito mil pessoas, um número significativo de contratos provisórios e isso está sendo analisado devidamente”, declarou o secretário.

Os contratos provisórios têm validade de um ano e podem ser renovados por mais um ano, mas o Estado pode reincidi-lo a qualquer momento. “Estamos fazendo assim: se saíram 10 pessoas, não colocamos outras 10. Não entra mais ninguém”, enfatizou João Henrique Souza.

Fonte: Jordana Cury/ cidadeverde.com