contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

Formalização de empresa será feita em até 48 horas‏

A Junta Comercial do Piauí está em processo de adesão à Rede Nacional para Simplificação do Registro e Legalização de Empresas

| segunda-feira, 15 dezembro , 2014

A Junta Comercial do Piauí (Jucepi), através do Projeto Integrar, está em processo de adesão à Rede Nacional para Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), que estabelece diretrizes para simplificar procedimentos e integrar órgãos federais, estaduais e municipais envolvidos no processo de abertura, funcionamento e baixa de empresas. A meta é que, ao final do cronograma do Integrar, a formalização de uma empresa será realizada em até 48 horas.

A primeira etapa do Integrar terá início nesta quinta, dia 11, em reunião entre técnicos do Departamento de Registro de Empresas e Integração(DREI), Sebrae, Junta Comercial de Minas Gerais(JUCEMG) e a JUCEPI. Na reunião, será explanado o cronograma de implantação e modo de operação do Redesim no Piauí, que deverá ocorrer em até dois anos.

O diretor presidente da JUCEPI, José Eduardo, explica, no entanto, que logo no primeiro trimestre de 2015, o usuário sentirá os primeiros reflexos do Projeto no Estado, com a análise dos processos de forma mais rápida, simplificada e tramitação interna mais célere.abertura7777

“O projeto piloto começará por Teresina, pois na capital são registradas 60% das ocorrências de abertura de empresas no Estado. Contudo, nossa intenção é implantar a simplificação em todo o Piauí”, ressalta José Eduardo, acrescentando que a Junta Comercial já contabilizou a marca de mais de 13 mil novas empresas abertas no Piauí.

O Projeto é fruto de convênio celebrado entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a JUCEMG. A Junta Comercial do Piauí será o agente precursor responsável pela implantação e manutenção do Projeto Integrar no Estado, envolvendo todos os órgãos estaduais e municipais responsáveis pelo processo de formalização de empresas.

A Redesim baseia nos princípio de compatibilizar e integrar procedimentos; evitar a duplicidade de exigências; garantir a linearidade do processo; oferecer entrada única para dados cadastrais e documentos; compartilhar informações entre os órgãos; entre outras medidas que visam facilitar a abertura de novos empreendimentos, contribuindo para a geração de emprego e renda na região.

Reportagem Graciene Nazareno