contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Focos de incêndios no Piauí crescem 51% em 2015

De acordo com dados do INPE, o numero é maior do que a média nacional para o mesmo período, que ficou em 27%.

| terça-feira, 5 janeiro , 2016

De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (INPE), em 2015, o Piauí teve um aumento de 51% no número de focos de incêndios florestais em comparação com o ano anterior. O numero é maior do que a média nacional para o mesmo período, que ficou em 27%.fiocsss

Segundo reportagem da imprensa paulista desta terça-feira (05), a seca prolongada, a fiscalização precária e a conjuntura econômica são fatores que contribuíram para que o número de focos de incêndios florestais chegasse a 235.629 em todo o Brasil.

No Piauí, o numero de focos passou de 9,7mil em 2014 para 14,7mil em 2015. O Estado foi o décimo colocado entre os que tiveram aumento nos registros de queimadas. A lista é liderada por Alagoas (211%), Espirito Santo (195%) e Sergipe (188%).

Se for levado em conta o número absoluto de focos de incêndio, o Piauí foi o sexto do país atrás somente do Pará (44,8mil), Mato Grosso (33mil), Maranhão (30,01mil), Tocantins (17,4mil) e Amazonas (5,1mil).

Na reportagem, o coordenador do núcleo de queimadas do INPE, Alberto Setzer, disse que a seca facilitou os incêndios provocados pelo homem para a pecuária e citou o aumento de focos em estados da região dos cerrados, como o Piauí.

“Nós só demostramos indignação quando as queimadas atingem a Amazônia. Mas elas também avançam pelo cerrado causando prejuízos ambientais na nova fronteira agrícola brasileira”, disse Setzer.

Fonte: Cidade Verde