contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Em Picos, profissionais são capacitados sobre microcefalia

Enfermeiros e técnicos de hospitais públicos e privados foram capacitados sobre a mensuração correta do perímetro cefálico

| segunda-feira, 1 fevereiro , 2016

Enfermeiros e técnicos de enformagens de hospitais públicos e privados de Picos participaram na tarde desta quarta – feira, 27/01, de uma oficina sobre a mensuração correta do perímetro cefálico. A capacitação no auditório do Hemocentro Regional de Picos e contou com a participação da coordenadora de vigilância epidemiológica, enfermeira Karielly Alencar, coordenadora de saúde da criança e adolescente, enfermeira Sanya Elayne e da médica pediatra, Drª Ellen Barros.saudd54546

“A principio nós precisamos está unificando a informação em relação à microcefalia, a capacitação é voltada para o pessoal das salas de partos, enfermeiros e técnicos onde nascem crianças em Picos em todos os hospitais públicos e privados, para que a gente consiga está sensibilizando esses profissionais no olhar bem atento ao perímetro cefálico, que é a medida do crânio da criança que vai nos dizer, nos guiar em relação à microcefalia ou não, a gente viu que tinha alguns registros que não estavam bem colocadas e a gente chamou todo mundo para conversar e trabalhar a técnica de medir a cabecinha do bebe r”, disse coordenadora de vigilância epidemiológica, enfermeira Karielly Alencar.

De acordo com a enfermeira Rita Angélica, acha louvável essa questão da mobilização para que os profissionais de saúde possam saber como agente agir, como vivenciar esse momento, levando segurança, conforto e assistência de qualidade.

“A microcefalia não é uma doença nova, não é uma doença que vem surgindo, é uma doença que já existia. como hoje a gente está tendo esse problema onde o vírus da zika vem levando a um índice maior desse processo de aparecimento dessas crianças com microcefalia, vem trazendo realmente uma ansiedade, uma angustia muito grande, tanto para as gestantes que estão agora nesse período de nascimento do seu filho, como para esses profissionais de saúde”, disse.