contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Em Picos, operação prende três condutores alcoolizados

Durante quatro dias de operação Trânsito Seguro foram aplicadas 385 multas e realizado 299 testes de alcoolemia na cidade de Picos

| quarta-feira, 15 julho , 2015

Durante a divulgação dos dados da quarta edição da Operação Trânsito Seguro, realizada no último fim de semana na cidade de Picos, algumas novidades já foram anunciadas para a próxima fase do Projeto. A partir de agora, os bairros de Picos também terão a presença das blitzes em pontos estratégicos para a fiscalização dos veículos. A informação foi confirmada nesta terça-feira, 14, pelo comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar de Picos, tenente coronel Wagner Torres.

Ten-Cel. Wagner Torre, comandante do 4°BPM

Ten-Cel. Wagner Torre, comandante do 4°BPM

O projeto que foi iniciado no mês de maio é desenvolvido pelo 3º Batalhão de Engenharia e Construção de Picos, em parceria com a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Samu e Departamento Municipal de Trânsito (DMT). Na última fase da Operação foram fiscalizados 1830 veículos, totalizando até o momento 4.330 veículos.

Para o comandante Wagner Torres, a operação já tem mudado a realidade do trânsito picoense, especialmente com a redução no número de acidentes com vítimas fatais, que em 2015 já somam seis mortes por acidente nas rodovias de Picos.

Dados da Operação

Multas aplicadas – 385

Remoção de veículos -20

Veículos retidos – 140

Testes de etilômetro – 299

Prisão por dirigir ao volante sob efeito do álcool – 03

Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) recolhidas – 19

Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhidas – 04

Ainda segundo os dados, durante a quarta edição da Operação Trânsito Seguro foram empregadas 38 viaturas, 28 motocicletas, envolvendo um efetivo de 170 homens. Além disto, blitzes foram feitas nas rodovias estaduais, a exemplo da PI-375 que liga Santana a Picos, e a PI- 238 que liga Picos ao município de Bocaina.

Fonte: Riachão Net