contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Publicidade

Deputados elegem Franzé e Severo para presidirem Alepi

Com a eleição, PT e MDB, respectivamente os dois maiores partidos da Alepi com 12 e 10 deputados garantiram para a base do governador Rafael Fonteles

| quinta-feira, 2 fevereiro , 2023

O deputado estadual Franzé Silva (PT) foi eleito o novo presidente da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) para o 1º e Severo Eulálio (MDB) para o 2º biênio em eleições inéditas realizadas pela primeira vez juntas no primeiro dia da nova legislatura. Franzé Silva e Severo Eulálio foram eleitos por unanimidade dos 30 deputados.

Com a eleição, PT e MDB, respectivamente os dois maiores partidos da Alepi com 12 e 10 deputados garantiram para a base do governador Rafael Fonteles (PT) o comando do Poder Legislativo pelos próximos quatro anos. O Progressistas, maior partido de oposição com seis deputados, integrou as duas chapas e não apresentou candidatura.

O consenso entre os partidos da base governista só aconteceu no último final de semana após um acordo selado entre as duas siglas no início de janeiro quase ser rompido. Uma ala do PT articulou uma candidatura para concorrer com o Severo Eulálio, o que estremeceu as relações dos dois principais partidos aliados ao Palácio de Karnak. O senador Wellington Dias (PT) foi o responsável por reatar o acordo.

As articulações

Franzé Silva assumiu a presidência da Alepi no final do ano passado após o então presidente Themístocles Filho (MDB) renunciar o cargo para ser empossado como vice-governador do Piauí no dia 1º de janeiro deste ano. Como presidente, Franzé conseguiu encaminhar sua candidatura.

O parlamentar uniu o Partido dos Trabalhadores, maior sigla da Assembleia com 12 deputados. Logo em seguida, Franzé acomodou na chapa o deputado Evaldo Gomes, do Solidariedade, como 1º vice-presidente e, por fim, conseguiu apoio do Progressistas, maior partido de oposição.

Presidente: Franzé Silva (PT);
1º vice-presidente: Evaldo Gomes (Solidariedade);
2º vice-presidente: Georgiano Neto (MDB);
3º vice-presidente: Gil Carlos (PT);
4º vice-presidente: Bárbara do Firmino (PP).
1º secretário: Marden Menezes (PP);
2º secretário: Dr. Hélio (MDB);
3º secretário: Dr. Thales (PP);
4º secretário: Hélio Isaías (PT).

Severo Eulálio, por sua vez, conseguiu unanimidade dentro do MDB em articulação realizada pelo vice-governador Themístocles Filho. O partido abriu mão de lançar candidatura no primeiro biênio contra o PT para garantir unanimidade e ficar com a presidência no 2º biênio. O PT indicou na chapa o deputado Francisco Limma como 1º vice-presidente.

Presidente: Severo Eulálio;
1º vice-presidente: Francisco Limma (PT);
2º vice-presidente: Dr. Vinicius;
3ª vice-presidência: Ana Paula (MDB);
4ª vice-presidência: Gustavo Neiva (PP).
1º secretário: Wilson Brandão (PP);
2ª secretaria: Evaldo Gomes (SDD);
3º secretário: Aldo Gil (PP);
4º secretário: Felipe Sampaio (MDB).

Fonte: O DIA