contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Depois de polêmica, PTB volta atrás em coligação com PSD

Lideranças das duas siglas decidiram previamente que PTB e PSD devem disputar as eleições em Picos em uma mesma aliança

| quarta-feira, 13 julho , 2016

Depois de anunciar que não faria coligação proporcional com o Partido Social Democrático (PSD), o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) recuou. Em reunião realizada ontem à noite, 11, lideranças das duas siglas chegaram a um consenso e decidiram previamente que PTB e PSD devem disputar as eleições municipais de Picos em uma mesma aliança.ptbasasas
A reunião foi realizada na sede do PT e contou com a presença dos presidentes ou representantes dos partidos que integram a base de apoio ao prefeito de Picos, Padre José Walmir de Lima (PT). A ausência mais sentida foi a do presidente do PSB, vereador Iata Anderson Rodrigues de Alencar Coelho.

Representando o PTB marcou presença o ex-prefeito de Picos, José Néri de Sousa, enquanto o PSD foi representado pelo presidente do diretório municipal, Cláudio Galeno de Araújo, irmão do empresário Francisco da Costa Araújo Filho, o Araujinho. O prefeito Padre Walmir passou pelo encontro, mas demorou pouco e saiu.

Decisão

Um dos participantes do encontro disse ao GP1 que as conversas em torno das coligações proporcionais ficaram bem adiantadas. Segundo ele, a proposta de maior consenso é que sejam feitas duas coligações proporcionais para apoiar a reeleição do Padre Walmir (PT).

Uma das coligações seria composta pelos partidos do PTB, PSD, PMDB, PT, PTN, DEM e PMN. Essa coligação conta com seis vereadores candidatos à reeleição. O presidente da Câmara, Hugo Victor (PMDB); José Luís de Carvalho (PTB), Filomeno Portela, Simão Carvalho e Evandro Reis (PSD) e Wellington Dantas (PT)

A outra coligação seria formada pelos partidos do PSL, PDT, PCdoB, PTC, PSC e provavelmente o PSB. Nela existem dois vereadores que concorrerão à reeleição. José Arimateia Luz, o Maté (PSL) e Iata Rodrigues (PSB).

Antes das convenções que homologarão as candidaturas de prefeito, vice-prefeito e vereador, os partidos da base de apoio ao prefeito Padre Walmir (PT), ainda devem se reunir. Na pauta, as coligações proporcionais e a definição do nome do candidato a vice-prefeito. Até o momento o mais cotado é o suplente de vereador, empresário Edilson Alves de Carvalho (PTB).

A data da convenção do PT e dos partidos aliados chegou a ser anunciada para 5 de agosto. No entanto, como nesse dia acontecerá à solenidade de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, poderá ser antecipada.

Por José Maria Barros / Jornal de Picos