contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Cultura oferece aulas de violão para todas as idades

Mesmo com a grande procura ainda restam vagas disponíveis no curso de violão, oferecido gratuitamente pela Secretaria de Cultura

| quarta-feira, 14 outubro , 2015

Muito mais do que os acordes afinados do professor de violão, Paulo Jardel Alves, a heterogeneidade dos alunos é o que mais chama a atenção nas três turmas do curso oferecido pela Secretaria Municipal de Cultura de Picos. “A gente tem aluno de todas as faixas etárias, pequenininhos desde os nove anos até donas de casas, senhoras, senhores, então é um agregar cultural”, analisou o professor.DSC_0163

E assim, como as idades diferentes, também são inúmeros os motivos que levaram cada um dos cerca de 250 alunos a procurar o curso oferecido na sede da Secretaria de Cultura.

A dona de casa, Antônia Paiva, do alto de sua experiência, por exemplo, incentivada pela filha revelou que passou a frequentar as aulas porque o objetivo dela é simplesmente passar integrar a banda da igreja a qual frequenta. “Estou querendo entrar para a banda, foi uma coisa que eu sempre quis, estou estudando para isso, estou aprendendo e só não aprendi mais devido mesmo eu não pegar em casa”, contou a dona de casa bastante otimista.DSC_0172

Já o jovem estudante, Daniel Moura, disse que tem um propósito bem mais modesto do que o de dona Antônia. “Foi só para distrair a mente, relaxar a mente mesmo e aprender”, confessou o estudante.

Independente dos objetivos dos frequentadores do curso, o professor Jardel garante que as duas aulas semanais de violão ajudam os alunos na aprendizagem, melhora o psicológico, a coordenação motora e até mesmo a saúde.

“Ela relaxa porque trabalha a mente, o psicológico, a disciplina e a coordenação motora, então serve também para quem está praticando esse exercício”, explicou.

Mesmo com a grande procura ainda restam vagas disponíveis no curso de violão, oferecido gratuitamente pela Secretaria Municipal de Cultura, que fica localizada no cruzamento das ruas Rua Monsenhor Hipólito e Hilda Policarpo, bairro Canto da Várzea, próximo ao antigo Premem.