contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner mamba

Publicidade

Conselheiro Kennedy Barros assume presidência do TCE

Kennedy Barros disse que fará uma gestão focada no combate ao desvio e desperdício de dinheiro público, com o auxílio da tecnologia

| sexta-feira, 16 dezembro , 2022

O conselheiro Kennedy Barros foi empossado na manhã desta sexta-feira (16) como presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI). Ele comandará a corte no biênio 2023-2024, na sucessão da atual presidente, Lilian Martins.

Kennedy Barros disse que fará uma gestão focada no combate ao desvio e desperdício de dinheiro público, com o auxílio da tecnologia.

“O desafio maior será o de focar no combate ao desperdício de dinheiro público. Às vezes, há dinheiro no âmbito da corrupção, mas também da má aplicação seja por desperdício ou por má aplicação, quem vai perder é o povo. Eu vejo que o Tribunal tem que chegar ao final do ano expondo para a população, que foi sua atuação concomitante que bilhões deixaram de ser desperdiçados”, declarou o conselheiro.

Ele também destacou que o TCE tem que atuar mais como órgão de prevenção do que como reparador para recursos que foram desviados.

“Quando você consegue descobrir um desvio é bom, mas não é tão quanto você consegue impedir que aconteça. Aí você vai ter que correr atrás de repor o erário que já caiu em campanhas eleitorais, no nome de laranjas”, disse.

A governadora Regina Sousa (PT) e o governador eleito Rafael Fonteles (PT) estiveram presentes na solenidade.

Regina Sousa destacou a relação democrática que o TCE-PI tem com o Governo do Piauí. “O conselheiro Kennedy sempre foi uma pessoa amiga e aberta ao diálogo, tenho a certeza de que vai manter o bom relacionamento com o estado”, disse.

Rafael Fonteles pontuou querer reforçar o diálogo com o TCE-PI ao longo da gestão que terá início no dia 1 de janeiro de 2023. “Vamos continuar com a postura de diálogo, os poderes são harmônicos e essa postura de diálogo que gera essa harmonia. O que a sociedade espera de nós, homens e mulheres públicos, é essa disposição para resolver os problemas que atingem o nosso povo. É isso que vamos procurar fazer”, declarou.

Está é segunda vez que Kennedy Barros assume a presidência do TCE. Ele terá como vice, a conselheira Waltânia Alvarenga.

A ida de Kennedy Barros para à presidência do TCE-PI tem repercussão na eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). O conselheiro foi escolhido após o conselheiro Kleber Eulálio, nome natural para a sucessão, abrir mão da vaga para não prejudicar o filho, deputado Severo Eulálio (MDB), que articula uma candidatura para a presidência da Assembleia Legislativa.

A presidente Lilian Martins continuará à frente na gestão até o dia 31 de dezembro.

Por Paula Sampaio/ Cidade Verde