contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Concurso da Polícia Civil será lançado na quinta-feira

Serão ofertadas 350 vagas para cadastro de reserva, sendo 50 para delegados, 50 para peritos e 250 para agentes

| terça-feira, 3 abril , 2018

O secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, confirmou nesta segunda-feira (2) que o concurso da Polícia Civil do Piauí será lançado na próxima quinta (5), às 7 horas, na sede da secretaria, quando será divulgado o edital de abertura.

Será uma das últimas ações de Fábio Abreu à frente da pasta, já que ele tem até este fim de semana para deixar a SSP e retomar seu mandato na Câmara Federal, para que possa disputar a reeleição.

Segundo o secretário, serão 350 vagas para cadastro de reserva, sendo 50 para delegados, 50 para peritos e 250 para agentes.

Embora todas as vagas sejam para cadastro de reserva, Fábio Abreu afirma que o Governo tem o compromisso de convocar todos os que estiverem neste montante.

A organizadora do certame será o Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) da Universidade Estadual do Piauí (Uespi).

Mesmo com os casos de fraude descobertos no último concurso da Polícia Militar do Piauí, que também foi organizado pelo Nucepe, o secretário Fábio Abreu afirma que essa questão já foi superada.

“Se no [concurso] da PM nós tivemos todo aquele cuidado, imagina no da Polícia Civil! Vai ser tudo, tudo, tudo monitorado”, adiantou Fábio Abreu.

O concurso terá várias etapas, e, segundo o secretário, a previsão é que ele seja finalizado em fevereiro de 2019, já com o curso de formação realizado.

Fábio Abreu criticou o fato de policiais civis ficarem responsáveis por registrar boletins de ocorrência. Para o secretário, o ideal era que servidores terceirizados fizessem esta e outras atribuições mais burocráticas, para que todos os policias concursados se dedicassem exclusivamente ao trabalho investigativo.

O delegado-geral Riedel Batista confirmou que no início do próximo ano todas as etapas do concurso estejam finalizadas. Ele afirma que as nomeações dos 350 aprovados deve ocorrer dentro do prazo de validade do certame, que será de dois anos, prorrogável por mais dois.

“A gente precisa de todos [os 350]. É só uma questão de, na época, ter disponibilidade financeira para chamar para a academia e nomear. Como o concurso dura até quatro anos, eu acredito que vai dar pra chamar todo mundo”, afirmou Riedel.

Mensagem do governador unifica carreiras de agente e escrivão

Chegou nesta segunda-feira à Assembleia Legislativa do Piauí uma mensagem do governador propondo a unificação das carreiras de escrivão e agente da Polícia Civil.

Pela proposta, os atuais escrivães passarão a fazer parte do cargo de agente de Polícia, sem prejuízo das promoções já realizadas. E o cargo de escrivão será extinto na Polícia Civil do Piauí.

A mensagem ainda precisa passar pelas comissões técnicas da Alepi e, por fim, ser votada em plenário.

Por: Cícero Portela/ODIA