contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Pro sol

Publicidade

Com salários atrasados, servidores fazem paralisação

O Sindicato da categoria denuncia que existem funcionários com dois meses sem receber seus salários em Simões

| sábado, 9 novembro , 2013

Após dois dias de paralisação, os servidores municipais de Simões, não sendo atendidas suas principais reivindicações, pararam novamente seus trabalhos, desta vez para se reunirem com o Ministério Publico e o Prefeito Municipal Francisco Dogizete. No entanto o gestor, mesmo garantindo a classe que iria participar desta reunião, não compareceu a mesma, deixando mais uma vez os servidores municipais sem resposta as suas reivindicações.

A categoria promete lutar - Foto: Simões News

A categoria promete lutar – Foto: Simões News

“Sentimo-nos enganados, pois na realidade o que o gestor quer é levar essa situação em banho-maria” disse Glória Morais, Presidente do Sindicato dos Professores e Servidores do Município de Simões – SINPROS.

A situação está tão caótica que há funcionários com dois meses sem receber seus salários, que é um direito garantido aqueles que trabalham, além disso a gestão publica municipal encontra-se com atraso nos retroativos dos professores que, sem alternativa para resolver a situação, ameaçam não encerrar o ano letivo.

Segundo o sindicato, na ultima reunião que tiveram com o Prefeito Doge, o mesmo não assegura o pagamento dos retroativos, bem como não tem previsão para a quitação dos salários atrasados.

Em meio a tamanho descaso, além dos alunos que perdem graças ao descaso por parte da gestão municipal para com os seus servidores, os comércios encontram-se totalmente prejudicados com tal atitude, tendo em vista que o município de Simões tem sua economia em torno do funcionalismo publico. Os comerciantes já se queixam do pequeno fluxo de dinheiro por parte dos clientes, bem como no atraso das contas.

“Diante desse descaso não podemos cruzar os braços. Vamos continuar lutando” finaliza Gloria Morais, presidente do SINPROS.

Segundo Glória, o Sindicato estará realizando mais uma paralisação no dia 20 de novembro, onde mais uma vez se reunirá com o Ministério Publico e com a gestão municipal, com intuito de resolver a situação.

Com Informações do SINPROS