contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Cocajupi recebe equipamentos do “Viva o Semiárido”

A Central recebeu 2 tratores, 2 arados, 2 roçadeiras, 2 distribuidores de sementes e 3 máquinas para o beneficiamento da castanha

| segunda-feira, 17 outubro , 2016

cocasaeAs cidades de Betânia e Picos realizaram, de 12 a 15 deste mês, o Intercâmbio Técnico do Projeto Viva o Semiárido, que discutiu as ações envolvendo o Plano Estratégico de Apoio às principais cadeias produtivas das regiões nos projetos apoiados pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida).

Participaram do evento representantes do Ceará, Paraíba, Sergipe e Bahia, além de técnicos, agricultores, representantes de associações e produtores do Piauí. A programação contou com visitas técnicas às regiões de Picos, Simplício Mendes e Bethânia, entrega de tratores e equipamentos e assinatura de aprovação para liberação de recursos.

O grande objetivo do encontro foi a troca de informações sobre a metodologia de enfretamento à pobreza na região entre técnicos e produtores, por meio desses projetos que estão sendo desenvolvidos no Piauí e em outros estados.

O representante do Projeto Pró-Semiárido da Bahia, o técnico Egnaldo Gomes Xavier, avaliou que o momento foi importante para conhecer novas estratégias, um pouco diferentes de onde atua na execução mas que tem o mesmo propósito, o de melhorar a qualidade de vida dos agricultores familiares e fortalecer as organizações produtivas. “Um formato diferente, num conjunto de elementos que pode se integrar ao que a gente está fazendo como na caprinocultura e apicultura no nosso estado”, pontuou Egnaldo.

A representante do Procasur, corporação ligada ao Fida, Lia Paggio, ressaltou a importância do tema abordado, o Plano Estratégico de Investimento Produtivo, e acrescentou que foi muito interessante o intercâmbio envolvendo diretores, produtores, coordenadores, agricultores e agricultoras envolvidos na nos estados onde existe a parceria com o Fida.

O secretário Francisco Limma entregou, em Betânia do Piauí, para a Ascobetânia, um caminhão com carroceria, que será utilizado para o transporte de animais; um guincho agrícola, uma carreta agrícola com 2 eixos e uma grade aradora. O valor do Plano de Negócio é da ordem de R$ 1.355.458,06 e o financiamento no valor de R$ 980.027,33.

Na cidade de Picos, foram entregues para a Cocajupi, 2 tratores, 2 arados, 2 roçadeiras hidráulicas (com capacidade de 4 toneladas), 2 distribuidores de sementes e 3 máquinas para o beneficiamento da castanha, que vão atender não só o município na recuperação da cajucultura, mas a região onde são desenvolvidas atividades do PVSA. O financiamento para revitalização foi na ordem de R$ 1.792.805.

Na ocasião, também foi assinada a liberação para pagamento da segunda parcela do projeto, no valor de R$ 415,680,25.

O diretor-geral do PVSA no Piauí, Francisco das Chagas, equipe do programa e o vereador Carlos Aberto também participaram do encerramento do evento. O secretário Francisco Limma afirmou que a entrega desses equipamentos tem um olhar bem mais amplo, que é o objetivo do projeto, o de ampliação da capacidade produtiva, a introdução da tecnologia e gestão eficiente e o aumento da quantidade de animais para a comercialização.

“A entrega desses equipamentos vai dinamizar a cadeia da cajucultura, que sofreu muito com a estiagem este ano e todo esse maquinário vai fortalecer a capacidade para a convivência com Semiárido, tanto no sentido do apoio às iniciativas empreendedoras, como no fortalecimento da educação contextualizada e a inclusão produtiva de vários projetos”, avaliou o gestor.

Segundo o secretário da SDR, até o final deste ano devem ser realizados 130 Planos de Negócio, com valores que variam entre R$ 150 a R$ 200 mil cada um, com o objetivo principal de fortalecer as cadeias desde área de produção até o beneficiamento e a comercialização desses produtos no estado.