contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Brasil perde cinco posições no ranking mundial de IDH

País agora ocupa posição 84 entre 189 países analisados em termos de Desenvolvimento Humano, apesar de índice ter tido uma leve melhora

| terça-feira, 15 dezembro , 2020

Lista de países por Índice de Desenvolvimento Humano – Wikipédia, a  enciclopédia livreO Brasil caiu cinco posições no ranking de Índice de Desenvolvimento Humano em 2019, quando comparado ao ano anterior, ainda que seu desempenho tenha tido uma leve melhora.

O resultado consta no Relatório de Desenvolvimento Humano, do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD), divulgado nesta terça-feira (15).

Considerando os 189 países analisados, os brasileiros aparecem agora na posição 84, em vez da 79 – que ocupavam em 2018 após perder uma posição no ranking. Isso apesar de o índice ter subido de 0,762 para 0,765.

O resultado, porém, ainda mantém o Brasil no grupo de países com alto desenvolvimento humano.

Mas não há motivos para grande otimismo quando é feita uma comparação com países da América do Sul. A média brasileira é menor do que a de Chile, Argentina, Uruguai, Peru e Colômbia.

Chile (43) – 0,851
Argentina (46) – 0,845
Uruguai (55) – 0,817
Peru (79) – 0,777
Colômbia (83) – 0,767
Brasil (84) – 0,765
Suriname (97) –0,738
Paraguai (103) – 0,728
Bolívia (107) – 0,718
Venezuela (113) –0,711
Guiana (122) –0,682

Já em comparação com outros Brics, grupo de países emergentes do qual faz parte, o Brasil perde para a Rússia, mas aparece à frente de China, África do Sul e Índia.

Dados relativos ao ambiente
O relatório do IDH traz também informações sobre o ambiente. O Brasil recebe destaque nesse trecho do relatório. De acordo com a PNUD, ecossistemas como a Amazônia podem virar savanas por causa da perda de mata, provocada por incêndios e mudanças do uso da terra.

Brasil e Bolívia tiveram grandes perdas de florestas primárias em 2018 e 2019.

Efeito da pandemia ainda não aparece
Os dados do relatório divulgado nesta terça-feira são relativos ao ano de 2019 e, portanto, não há o impacto causado pela pandemia nos IDHs dos países.

A ONU estima que em 2020, por causa da pandemia, todo o mundo terá uma diminuição do IDH. É algo inédito desde a criação do índice, em 1990.

Os países que lideram o ranking
Os três países que lideram o ranking de Desenvolvimento Humano são europeus: em primeiro lugar a Noruega, com Irlanda e Suíça empatadas em segundo. Veja abaixo a lista dos dez países com os melhores índices em 2019

Noruega (1) – 0,954
Suíça (2) – 0,946
Irlanda (3) – 0,942
Alemanha (4) – 0,939
Hong Kong (território semiautônomo da China) (5) – 0,939
Austrália (6) – 0,938
Islândia (7) – 0,938
Suécia (8) – 0,937
Singapura (9) – 0,935
Holanda (10) – 0,933

Já os três índices mais baixos foram obtidos por países africanos: Chade, República Centro-Africana e Níger.

Entenda o IDH
Até 1990, quando o IDH foi criado, o Produto Interno Bruto (PIB) era o principal indicador usado para comparar países. O problema é que o PIB é um número da dimensão da economia de um país, mas não traz nenhuma informação sobre outros aspectos da vida naquela nação.

No cálculo são computados três indicadores diferentes dos países:

A expectativa de vida;
A renda média per capita (divide-se o Produto Interno Bruto pela população);
Quantos anos as pessoas no país estudaram (esse componente é separado em dois: a média de anos que os adultos com mais de 25 anos estudaram e uma previsão de quantos anos as crianças antes da vida escolar deverão estudar)
índice do IDH varia entre 0 e 1. Neste ano, o Níger, o último país da lista, pontuou 0,377, e a Noruega, a primeira, ficou com 0,954.