contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Bode assado é tradição na Capital do Mel

São vários os estabelecimentos que levam o nome do prato mais famoso da cidade. de Picos

| sexta-feira, 13 dezembro , 2013

Ao passar pelas principais avenidas de Picos, a 306 quilômetros de Teresina, logo se percebe que a população do município aprecia bode assado. Dois, três ou mais restaurantes muito bem frequentados levam o nome do prato típico e famoso da região. O detalhe é que, em muitos desses locais na Capital do Mel, o bode é carneiro.

A tradição do bode assado na cidade de Picos (Foto:Paulo Barros)

A tradição do bode assado na cidade de Picos (Foto:Paulo Barros)

“O carneiro é melhor, tem a carne macia, fresquinha. Já o bode tem a carne dura e, se não for castrado ainda novinho, a carne tem mau cheiro. Por causa da tradição, as pessoas sempre pedem ‘bode assado’, mas, na hora, nós já explicamos que o bode não é bode, é carneiro. E, na maioria das vezes, as pessoas consomem bem”, esclarece a gerente e dona de um estabelecimento de comidas típicas da região, Josefa da Solidade Silva.

Em 1985, surgiu o primeiro restaurante homônimo ao prato principal da terceira maior cidade do Estado. “Quando cheguei de São Paulo, já existia uma barraca que vendia bode assado no bairro Junco e as pessoas gostavam. Comprei, ampliei e renovei o espaço, transformando em um restaurante com mais conforto para os clientes. O negócio deu muito certo e, a partir de então, empesteou vários ‘Bode Assado’ na cidade. A concorrência pegou”, conta o proprietário Raimundo Alonso Xavier.

De preparo simples, após a entrega da carne por fornecedores da região, o prato leva apenas três ingredientes: vinagre, vinho e sal, mas o sabor é marcante e inigualável. O acompanhamento também é tradicional: baião-de-dois, farofa, macaxeira, vinagrete e queijo, que fazem da mistura uma das preferidas pelos picoenses e agregados.

É o caso da estudante Ingred Sayonara Santos, de 22 anos. Moradora de Sussuapara, a 10 quilômetros de Picos, a jovem conta que é frequentadora do restaurante típico e consumidora fiel da comida mais famosa da Cidade Modelo. “Eu gosto muito de bode, mesmo sabendo que não é bode, é carneiro. É o melhor prato que tem”, avalia.

Entre uma garfada e outra, a professora Geusa Santos, de 29 anos, assegura: “Não é à toa que o bode é um prato típico da região. É uma delícia! Inclusive a buchada de bode também o é”, assegura a picoense de coração há 12 anos.

Reportagem Mayara Ferreira