contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Assinado contrato para construção do Fórum de Picos

A obra do Fórum está orçado em R$ 7.241.421,88 e será construída em um terreno cedido pela União e terá área de 3.881,17m²

| terça-feira, 22 novembro , 2016

tj74474O Presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), Desembargador Erivan Lopes, assinou na manhã desta segunda-feira, 21, Contrato Administrativo 148/2016 para a construção do novo Fórum e Juizado Cível e Criminal da Comarca de Picos.

Segundo o Presidente Erivan Lopes, a construção do novo Fórum de Picos compreende mais uma avanço do Judiciário estadual, que cada vez mais fica estruturado, oferecendo as melhores condições para uma prestação jurisdicional eficiente.

“O novo Fórum de Picos está orçado em R$ 7.241.421,88 e será construído pela empresa Dantec, da cidade de Picos. O prazo para a conclusão da obra é de 365 dias corridos. Será um Fórum moderno, dentro dos padrões do Conselho Nacional de Justiça e virá atender às demandas daquela região”, afirmou o desembargador Erivan Lopes, que ao assinar o contrato, assinou também a ordem de serviço, garantindo o início imediato da obra.

Pela empresa Dantec assinou o contrato o empresário Gerardo Dantas. Também estiveram na formalização do ato o Corregedor Geral de Justiça, Desembargador Ricardo Gentil Eulálio Dantas; os desembargadores José James e Ribamar Oliveira; o Juiz Auxiliar da Presidência, Antonio Oliveira; e o Juiz do TRE-PI, Agrimar Rodrigues, que é do município de Picos.

A obra do Fórum e Juizado Cível e Criminal da Comarca de Picos será construída em um terreno cedido pela União e terá área de 3.881,17m², sendo dois pavimentos (térreo e piso superior). O local contará com 01 JECC, com secretarias de audiência, gabinete, salas para juízes leigos e conciliadores; 05 Varas completas com gabinete, local para audiência e assessoria; 01 auditório com capacidade para 200 pessoas, onde ocorrerão as audiências do Júri; 02 módulos ´para juízes auxiliares, com gabinete, audiência e assessoria. Terá anda salas para a Defensoria Pública, Ministério Público, OAB e Oficiais de Justiça. O prédio será totalmente acessível, com rampas, elevadores e banheiros adaptados.

Fonte: Ascom TJ-PI