contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Ambulância é flagrada transportando passageiros

O flagra aconteceu em Teresina quando deixava uma passageira com várias malas, para embarcar em voo no aeroporto da capital

| sábado, 16 abril , 2016

Uma ambulância da prefeitura municipal de Padre Marcos foi flagrada na manhã desta sexta-feira (15), fazendo o transporte de passageiros para o aeroporto Petrônio Portela, na zona norte de Teresina.

A denúncia foi feita pelo Sindicato dos Condutores de Ambulância – PI, que ainda afirmou que além dos casos de improbidade administrativa, há ainda as irregularidades de licenciamento do veículo.

“O flagra no aeroporto foi registrado hoje pela manhã, quando uma ambulância da prefeitura de Padre Marcos foi deixar uma mulher com várias malas, que nos deu a entender que iria embarcar em voo naquele aeroporto. Isso é apenas um exemplo, que certos da impunidade, os agentes públicos mesmo diante das denúncias de irregularidades continuam a praticar improbidade administrativa”, afirma Raniel Alcântara, presidente do Sindconam-PI.

No início deste mês, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), apreendeu três ambulâncias irregulares, durante fiscalização na BR 316. Uma delas, de placas PIC-4516, pertence à Prefeitura Municipal de Germiniano, sendo retida por estar com o licenciamento vencido e porque o condutor não possui Curso de Condução de Veículo de Emergência.

A segunda, de placas OVW-5025, pertencente à Prefeitura Municipal de São Pedro do Piauí, foi retida por estar com o licenciamento vencido. E a terceira ambulância, de placas OVW-5453, pertencente à Prefeitura de Municipal de Picos, havia sido licenciada pela última vez no ano de 2014, onde foi encontrado um total de 150 autuações (multas), no valor de R$ 11.747,79 em penalidades.

O presidente do Sindconam, alerta para essas irregularidades e solicita providências quanto aos flagrantes. “O Sindconam repudia este caso que aconteceu na ambulância da prefeitura de Padre Marcos, em Teresina, e pedimos providências urgentes às autoridades competentes”, finaliza Raniel Alcântara.

Reportagem: Adriana Oliveira  do Portal AZ