contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Alunos da Rede Municipal recebem vacina contra HPV

O público alvo da vacina contra infecções causadas pelo Papiloma Vírus Humano (HPV) é meninas de 11 a 13 anos

| sexta-feira, 28 fevereiro , 2014

Com o objetivo de discutir a introdução da vacina de HPV no calendário vacinal e debater estratégias para atingir os adolescentes das escolas municipais, o secretário municipal de educação, Padre Walmir Lima, se reuniu, nesta sexta-feira, com a coordenadora de imunização da Secretaria Municipal de Saúde, enfermeira Conceição Portela. O público alvo da vacina contra infecções causadas pelo Papiloma Vírus Humano (HPV) é meninas de 11 a 13 anos.

seme5455456

De acordo com Pe. Walmir Lima, a Secretaria Municipal de Educação vai criar estratégias para articular as escolas na operacionalização da vacinação. “Primeiro iremos repassar as informações sobre a importância da vacina aos diretores e, em seguida, será encaminhada uma carta informativa aos pais, segundo padrão do Ministério da Saúde, pedindo autorização para que os filhos recebam a imunização.”

A coordenadora de imunização, Conceição Portela, informou que a campanha, correspondente à primeira etapa acontecerá no período de 10 de março a 10 de abril. “ Nesse período disponibilizaremos a dose da vacina nas escolas e postos de saúde. Após seis meses a população deverá buscar os postos para tomar a segunda dose e a terceira deverá ser tomada cinco anos após a primeira dose. Cada adolescente deverá tomar três doses da vacina para completar a proteção”.

A dose aplicada é a quadrivalente, única que protege contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do vírus, responsável por 70% dos casos de câncer de colo do útero e 90% dos casos de verrugas genitais. Ambas as doenças são consideradas problemas de saúde pública pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A medida garante que a imunização chegue à população adolescente antes do início da atividade sexual, em que se pode prever a diminuição das doenças causadas pelo vírus.

O secretário municipal de educação destacou a importância de os pais permitirem a vacinação das filhas. “É interessante que todas as adolescentes de 11 a 13 anos sejam vacinadas. Essa é a melhor forma de prevenir agora, para no futuro não desenvolver o câncer do colo de útero, terceira maior taxa de incidência entre os cânceres que atingem as mulheres em todo o mundo”.