contato@webpiaui.com.br

Publicidade

banner Rout

Açudes do Semiárido secam depois de anos de estiagem

Dois açudes monitorados pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) chegaram ao volume zero em outubro

| segunda-feira, 24 outubro , 2016

seca5sssssDois açudes monitorados pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) no Piauí chegaram ao volume zero em outubro. A seca total foi registrada pelo órgão no reservatório de Cajazeiras, em Pio IX, e no açude de Fátima, em Picos.

A situação também é gritante em Fronteiras, onde o açude Barreiras está com apenas 2,87% de sua capacidade, e em São Julião, onde a barragem de Piaus chegou ao nível mínimo de 6,22%.

O levantamento do Dnocs foi divulgado no dia 21 de outubro e mostra que, dos 24 açudes monitorados pelo órgão no Piauí, 17 estão com capacidade abaixo dos 50%. Em agosto eram 13.

Cajazeiras, localizado no Rio Condado, em Pio IX, tem capacidade para armazenar 24 milhões de m³ de água, que eram usados para o consumo humano e animal, além do lazer.

Seca avança para o Norte do Piauí

A seca extrema no Piauí não é mais exclusividade da região semiárida. De acordo com o Monitor de Secas do Nordeste do Brasil, em virtude dos baixos índices pluviométricos observados ao longo do mês de setembro e também nos meses anteriores, houve uma expansão da seca no Estado para a região Norte. A área considerada com secas grave e extrema aumentou.

Ainda de acordo com o monitor, no centro-sul, área semiárida, a seca considerada excepcional também teve sua área ampliada.

O Monitor de Secas tem como objetivo integrar o conhecimento técnico e científico já existente em diferentes instituições estaduais e federais para alcançar um entendimento comum sobre as condições de seca, como: sua severidade, a evolução espacial e no tempo, e seus impactos sobre os diferentes setores envolvidos. O Monitor facilita a tradução das informações em ferramentas e produtos utilizáveis por instituições tomadoras de decisão e indivíduos, de modo a fortalecer os mecanismos de Monitoramento, Previsão e Alerta Precoce.

Fonte: Cidade Verde