contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

TSE barra nove candidatos e libera seis no Piauí

Dos mais de 300 registros julgados no TRE-PI, 23 foram parar em Brasília. Desses, oito ainda estão indefinidos, faltando duas semanas para o pleito.

| domingo, 21 setembro , 2014

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já barrou nove candidaturas e liberou outras seis para a disputa das eleições gerais de 2014 no Piauí. Dos mais de 300 registros julgados no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI), 23 foram parar em Brasília (DF). Desses, oito ainda estão com sua situação indefinida, faltando duas semanas para o pleito. Os dados são de levantamento feito pelo nossa reportagem neste domingo (21) no sistema da Justiça Eleitoral.

Estão fora
Candidatos a deputado estadual, Cabo Aquiles (PSL), Maria Judice (PV) e Professor Neri (PMN) tiveram problemas com documentação e já tiveram seus recursos negados no TSE.

Mário Braga (PDT) e Professor Pedro Muniz (PV) não conseguiram comprovar a desincompatibilização dos cargos públicos que ocupavam. Já Sérgio Prado (PSD) foi barrado por problemas na comprovação da filiação partidária. Todos tentavam uma vaga na Assembleia Legislativa.

Já haviam sido barrados o candidato a senador Aldir Nunes (PCB) e seus dois suplentes, um deles por desincompatibilização de sindicato e os outros dois por documentação de filiação partidária.

Lista pode aumentar
Dois candidatos já perderam o prazo para recorrer. Apesar de ainda constarem como aptos no sistema da Justiça Eleitoral, os mesmos devem ter o indeferimento de suas candidaturas confirmados nos próximos dias.

No caso da candidata a deputada estadual Argênia (PSL), a ministra Laurita Vaz não aceitou as alegações para as certidões criminais terem sido entregues após o prazo. O sistema do TSE registra decurso do prazo em 6 de setembro.

Leonardo (PTdoB), a ministra Luciana Lóssio negou seguimento ao recurso. Ele foi indeferido por ter entregue com atraso o requerimento de candidatura para deputado estadual – apesar de ter justificado que não foi informado em tempo hábil pelo partido de que não poderia se candidatar a deputado federal. A decisão é do dia 8 de setembro e o prazo para recorrer acabou no dia 12.

Candidatos barrados no TSE
Cabo Aquiles (PSL) – deputado estadual
Maria Judice (PV) – deputado estadual
Professor Neri (PMN)  – deputado estadual
Mário Braga (PDT) – deputado estadual
Professor Pedro Muniz (PV) – deputado estadual
Sérgio Prado (PSD) – deputado estadual
Aldir Nunes (PCB) – senador
Washington Milton do Carmo Gomes (PCB) – suplente de senador
Alfredo Costa Evangelista (PCB) – suplente de senador

Candidatos liberados pelo TSE
Raimundinha Risoleta (PPS) – deputada federal
Anita (PRP) – deputada estadual
Marta (PHS) – deputada federal
Themístocles Filho (PMDB) – deputado estadual
Francis Lopes (PRP) – deputado estadual
Heráclito Fortes (PSB) – deputado federal

Aguardando novo julgamento
Tomaz Teixeira (PMDB) – deputado estadual
Valdy Portela (PSDC) – deputado estadual
Cleide Nália (PSOL) – deputado federal
Laércio Borges (PRP) – deputado federal
Índio (PSC)* – deputado estadual
Luziman Veloso (PEN) – deputado estadual
Leonardo (PTdoB)** – deputado estadual
Argênia (PSL)** – deputada estadual

* Fará teste para comprovar que é alfabetizado
** Já tiveram recurso negado e perderam o prazo para recorrer novamente

Aguardando julgamento
Tomaz Teixeira (PMDB), que teve o registro indeferido no TRE-PI, perdeu a segunda batalha. A ministra Luciana Lóssio manteve a decisão que negou a candidatura a deputado estadual por documentação entregue fora do prazo. O candidato recorreu ao pleno do TSE e aguarda nova decisão.

Valdy Portela (PSDC), que disputa vaga na Assembleia Legislativa, e Cleide Nália (PSOL) e Laércio Borges (PRP), que tentam vaga na Câmara Federal, ainda aguardam decisão dos ministros que acompanham seus casos.

Liberados pelo TSE
Raimundinha Risoleta (PPS) teve o registro de candidata a deputada federal indeferido pelo TRE-PI por atraso na entrega de documentos. Porém, a ministra Luciana Lóssio acolheu o recurso e determinou que o TRE-PI faça um novo julgamento com a documentação agora apresentada.

Situação semelhante aconteceu com a candidata a deputada estadual Anita (PRP). A decisão de revisão dos documentos foi tomada pleo ministro João Otávio Noronha.

Marta (PHS) disputa a eleição para deputada federal, mas teve registro negado por falta de documentação. O ministro João Otávio Noronha manteve o indeferimento. A candidata recorreu e conseguiu fazer com que o ministro revisasse sua decisão, garantindo a candidatura.

Antônio Carlos Soares, o Índio (PSC), terá de fazer um teste para comprovar que é alfabetizado.

Deferimentos mantidos
Quatro candidatos foram liberados pelo TRE-PI, mas enfrentaram recursos e tiveram seus registros avaliados novamente pelo TSE. O Tribunal Superior já liberou Themístocles Filho (PMDB) e Francis Lopes (PRP), que disputam a eleição para deputado estadual, e Heráclito Fortes (PSB), que tenta vaga de deputado federal. Resta ainda o processo de Luziman Veloso (PEN), ainda sem julgamento.

Reportagem Fábio Lima/cidadeverde.com