contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

São Julião tem 3ª posse de prefeito em um mês

As constantes mudanças na administração do município tem provocado uma paralisação geral na administração municipal

| sexta-feira, 30 outubro , 2015

O município de São Julião (PI) teve sua terceira Solenidade de Posse do poder executivo municipal na noite da última quarta-feira (28/10). Esta é a terceira vez que um prefeito assume a prefeitura de São Julião em menos de um mês.piaui-em-foco-660x330444

Como todos sabem, o município teve seu prefeito José Francisco de Sousa, o Zé Neci (PT) cassado e após idas e voltas, o presidente da Câmara, Francilândio Carvalho, o Cilândio, assumiu a prefeitura interinamente, por ordem da Justiça.

Passados 22 dias, e após uma manobra do então presidente interino da Casa Legislativa, Francisco de Assis Brito, o De Assis (PSD), o cargo de prefeito de Cilândio foi destituído e De Assis, veio a exercer também o cargo de prefeito após conseguir uma liminar junto ao TRE em Teresina.

Na manhã desta quarta-feira, o juiz João Manoel de Moura Ayres, da Comarca de Fronteiras, concedeu uma liminar suspendendo a 5ª sessão extraordinária realizada pela Câmara Municipal de São Julião que elegeu uma nova Mesa Diretora, e De Assis teve que devolver o cargo de prefeito ao vereador Cilândio.

O troca-troca de prefeito é inédito e colocou São Julião como o município do Piauí que teve três posses do chefe do executivo municipal em menos de trinta dias.

Eleição Suplementar.

Ainda não foi determinada pela Justiça eleições suplementares em São Julião. Até lá, o vereador Cilândio deve permanecer na prefeitura interinamente. No entanto, segundo informou a assessoria do vereador De Assis, o parlamentar vai tentar em Teresina derrubar a liminar que retornou Cilândio à prefeitura, e defende que a sua volta é legal e de direito.

Funcionários com salários atrasados

Entremeio as seguidas trocas de prefeito e com a greve dos bancários, o município de São Julião, que possui pouco mais de seis mil habitantes encontra-se praticamente parado. Os servidores municipais denunciam que estão há dois meses sem receberem seus salários. Outro problema decorrente da troca de prefeito é que cada gestor que assume, monta a sua equipe de governo e até organizar as pastas demora, deixando ainda mais critica a situação do município.

Fonte: Piauí em Foco