contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner Estado – museu

Publicidade

River quebra jejum e sagra-se campeão piauiense 2014

Ao empatar com o Piauí, o Galo carijó sagrou-se campeão piauiense de 2014 quebrando um jejum que já durava sete anos

| domingo, 25 maio , 2014

Ao empatar com o Piauí na noite deste domingo (25/05), sem abertura da contagem, o River sagrou-se campeão piauiense de 2014, quebrou um jejum que já ia para sete anos, e garantiu classificação para Série D e Copa do Brasil, numa jornada de grande festa da nação tricolor no gramado do Estádio Albertão.

Fotos: Raoni Barbosa/Cidadeverde

Fotos: Raoni Barbosa/Cidadeverde

Foi um primeiro tempo pegado, como diz a gíria do futebol. River e Piauí fizeram um jogo equilibrado, com os dois times buscando o gol. E foi o River quem deu o primeiro bote, com Marclei escapando pela direita da área e chutando na saída de David. O goleiro do Piauí fez boa defesa. Mas a resposta do Piauí não demorou.

No minuto seguinte, Silas foi lançado pela direita, escapou livre e chutou cruzado, com a zaga desviando para escanteio. Em seguida foi a vez de Fabiano fazer boa jogada pela direita e cruzar rasteiro. A bola sobrou para Silas, que chutou de virada, para fora.

O River parecia mais reservado, porém, aos 16 minutos, Rian interceptou um passe errado de Marcos Gasolina e chutou forte, de fora da área, levando perigo à meta rubroanil, com a bola saindo à direita de David. A bola só balançou a rede dois minujtos mais tarde, num belo volteio de Vitor Recife, mas o árbitro anulou o gol corretamente, assinalando a falta que o atleta do Piauí fez sobre Kássio.

Fotos: Raoni Barbosa/Cidadeverde

Fotos: Raoni Barbosa/Cidadeverde

Embora jogando no sacrifício, Fabiano era um dos destaques do primeiro tempo. E foi numa outra grande jogada do atacante que o Piaui por muito pouco não abre a contagem. Fabiano venceu Amarildo pela direita, colocou na área, mas a defesa conseguiu evitar o perigo. Antes do intervalo, o River ainda teve uma boa chance com Marclei, que completou para o gol, mas a bola saiu à esquerda da meta.

Na fase complementar, também foi o River quem deu a primeira estocada. Em cruzamento de Alex Santos, Marclei cabeceou para fora, com apenas 27 segundos de jogo. Minutos depois foi a vez do zagueiro Gabriel desviar para o gol de David, com certo perigo para a meta rubroanil.

O Piauí já não era o mesmo dos primeiros 45 minutos. Silas caiu de produção, enquanto Fabiano, no sacrifício, começava a sentir a lesão muscular. Mesmo assim, foi dele o primeiro chute de perigo do Piauí, de fora da área, com Everson defendendo no meio do gol. Fabiano também serviu Vitor Recife, deixando-o de frente para a meta tricolor, mas o meia errou na conclusão. Uma grande chance desperdiçada. No ataque tricolor, Thiago Dias tenta surpreender David, que faz boa defesa.

Fotos: Raoni Barbosa/Cidadeverde

Fotos: Raoni Barbosa/Cidadeverde

Mas o Piauí pressiona. Eridon cobra falta com perigo. E Fabiano tenta mais uma vez, chutando à direita de Everson. Aos 33 minutos, blitz rubroanil na área tricolor. Na cobrança de escanteio, Victor Recife manda a bola na trave de Everson, o ataque não encontra a bola e o River sai do sufoco. Novo escanteio, mas sem o mesmo perigo.

Nos últimos dez minutos, o River passou a administrar o empate que lhe daria o título. E o fez com inteligência, sem que o Piauí conseguisse ameaçar sua conquista. Com o apito final do bom árbitro Francisco Almeida Filho, do Ceará, a torcida, jogadores e dirigentes tricolores fizeram a festa no Albertão. River 28 vezes campeão piauiense, representante do Piauí na Série D do Campeonato Brasileiro de 2014, e, como em 2007, com direito a ter o artilheiro do certame, Marciano, com 10 gols marcados.

FICHA TÉCNICA

RIVER 0x0 PIAUÍ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais – Decisão – 2° jogo); Data: 25/05/2014 (domingo à noite); Local: Estádio Albertão (em Teresina); Arbitragem: Francisco de Assis Almeida Filho, auxiliado por Marcos Antônio da Silva Brígido e Arnaldo Rodrigues de Souza (todos do Ceará).

Cartões amarelos: Thiago Dias, Alex Santos, Kássio, Everson (RIV), Rafael Negão, Fabiano e Vitor Recife (PIA).

River – Everson; Alex Santos, Bruno Lopes, Gabriel e Rian (Tales); Amarildo, Thiago Dias, Kássio e Marclei; Esquerdinha (Igor) e Rodolfo (Brasinha). Técnico: Josué Amaral Teixeira.

Piauí – David; Jorginho, Eridon, Eduardo Junho e Natan (Victor Cearense); Rafael Negão (Adrianinho), Vitor Recife, Marcos Gasolina e Binha; Silas (Dênis) e Fabiano. Técnico: Paulo Ricardo Moroni.

Fonte: Site do Buim