contato@webpiaui.com.br

Publicidade

Banner hemopi

Publicidade

Reunião discute detalhes da Operação Voto Seguro

O Centro de Operações vai funcionar no 3° BEC durante todo o dia 5 de outubro e 26 de outubro, caso haja 2º Turno.

| sexta-feira, 3 outubro , 2014

O 3º Batalhão de Engenharia de Construção, “Batalhão Visconde da Parnaíba”, visando garantir a regularidade do processo eleitoral, com a Operação Voto Seguro, organizará, no Salão Nobre do Batalhão, o Centro de Coordenação para as eleições 2014, que funcionará durante todo o dia 5 de outubro de 2014 e 26 de outubro de 2014, caso haja 2º Turno.eleições45511

Estão convidados a participar do Centro de Coordenação do 3º BEC, a Polícia Federal, o 4º Batalhão de Polícia Militar do Piauí, a Polícia Rodoviária Federal, o Corpo de Bombeiros Militar, a Delegacia Regional da Polícia Civil, o Departamento Municipal de Trânsito de Picos e Juizado Eleitoral das 10ª, 62ª e 65ª zonas eleitorais.

Com a iniciativa, o Comando do 3º BEC pretende garantir a regularidade das eleições, empregando um efetivo de 446 militares nas localidades solicitadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), executando ações de Garantia da Votação e Apuração (GVA), nos municípios de Picos, Geminiano, Dom Expedido Lopes, Santo Antônio de Lisboa, Francisco Santos e Monsenhor Hipólito.

A fim de colaborar com o Comando Militar do Nordeste na garantia dos Poderes Constitucionais, da Lei e da Ordem e em apoio à 10ª Região Militar, sediada em Fortaleza/CE, o 3º BEC atuará de modo operativo, em parceria com os Órgãos de Segurança Pública (OSP) e Judicial, em todas as áreas eleitorais solicitadas pelo TRE, com patrulhamento a pé e motorizado, atividades de comunicação social e de inteligência, de forma a coibir ameaça que possa macular o pleito eleitoral.

O Comandante do 3º BEC espera que as eleições ocorram da melhor forma possível, haja vista a atitude pacífica e ordeira do povo de Picos e macrorregião.

Na tarde desta quinta-feira foi realizada uma reunião com a participação de representantes do Exército,  Polícia Federal, o 4º Batalhão de Polícia Militar do Piauí, a Polícia Rodoviária Federal, a Delegacia Regional da Polícia Civil e da justiça eleitoral para discutir os últimos detalhes da operação.